O Conflito

Publicado em   09/dez/2012
por  Caio Hostilio

Por Azevedo Arouca

Rio de Janeiro

O conflito interno é necessário para que ocorra o caos, do caos surge à luz.
No principio era o conflito e o conflito estava com Deus, o conflito era Deus. Ele estava no princípio com Deus. E sem Ele nada do que foi feito se fez. Nele estava à vida, e a vida era a luz dos Homens.

Sob a luz da gramática percebemos que a definição de verbo possui correlações semânticas com a definição de conflito, essa correlação se estabelece no sentido de que a variação implica na ruptura de padrões estabelecidos e toda mudança provoca o confronto, melhor dizendo, o conflito. O consenso surge depois como a resultante do somatório de todas as vertentes.

Tendo feito minha defesa diante aos mais sensíveis quanto à modificação do texto bíblico, redireciono agora para o que proponho que é ilustrar com alguns poucos exemplos, mas significativos, a seguinte citação:

“O conflito é a luz dos Homens”

Como todo leitor compulsivo por biografias, busco inconscientemente no estudo da vida das grandes personalidades, alguma fórmula a qual pudesse nortear meus passos no sentido de acrescentar algum resquício de genialidade em minha existência, claro que essa fórmula não existe e minha pretensão é descabida, mas entre sonhar e não sonhar fico sempre com a primeira opção, pois será sempre infrutífero o intento de repetir as veredas trilhadas pelos homens, quanto mais dos gênios. Ninguém poderá reproduzir os caminhos que propiciaram o surgimento de um ser como Newton , ainda que lêssemos o que leu, vivêssemos com quem viveu, estudássemos o que estudou, jamais poderíamos sentir da mesma forma como sentiu.

É por essa razão que uma educação formal e austera é importante para que nossos jovens tenham a possibilidade de escalar até os ombros dos gigantes. É importante que o estado promova o encontro dos nossos jovens com os grandes pensadores, com o conhecimento clássico, para que possam munidos de informações, pensar o novo e não serem condenados a se tornarem mão de obra especializada e repetidores de teorias desenvolvidas por outros.

Costumo dizer que a pérola só é formada por ter a ostra se fechado do mundo exterior, impedindo que impurezas a contaminasse. É claro que nem todo o aluno que se isola será um gênio, mas o estresse causado pela imposição com que certos educadores submetem os seus alunos a interação total, como se isso representasse um pré-requisito para a assimilação de conhecimento, representa sem a menor dúvida em danos graves e muitas vezes irreversíveis no processo educacional. A própria estrutura dos cursos de pedagogia, onde os futuros mestres não são apresentados aos grandes pensadores, e a total ausência de disciplinas exatas, como a matemática, física, química e, também, às ciências biológicas, sem contar com o ensino fundamental de história, português e uma língua estrangeira como instrumental, faz com que esses profissionais apresentem déficits quanto a sua formação.

Choca-me quando vejo um governante brasileiro vangloriar-se de ter possibilitado a inserção de jovens no mercado de trabalho e ter também oferecido “a oportunidade” de algum curso de especialização, o caminho não é esse, a formação onde a universalidade acadêmica faça parte de todos os currículos, onde o jovem tenha tempo para conhecer os clássicos da literatura universal, os grandes filósofos, noções sólidas de todas as áreas do conhecimento e não a mediocridade que tomou por completo o ensino superior no Brasil, onde as universidades não passam de grandes cursos profissionalizantes que colocam viseiras em nossos jovens, que da mesma maneira que os eqüinos só conseguem enxergar o que está na sua frente. A tendência natural é que as coisas evoluam com o tempo, mas no que diz respeito ao ensino parece que essa regra não se aplica e a cada geração ficamos mais bestializados, as pessoas cultuam o descartável em todos os segmentos do conhecimento humano, a arte é descartável, os valores são descartáveis e a vida também passou a ser. Essa cultura perniciosa é algo que poderia através de um esforço conjunto de toda a sociedade ser modificada, nós podemos mudar desde que queiramos e foquemos na educação dos nossos jovens.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog