Arquivo de dezembro de 2012

Meu desejo aos leitores desse blog

Postado por Caio Hostilio em 31/dez/2012 - 2 Comentários

mensagem-de-ano-novo-2013-feliz-ano-novo

Uma retrospectiva do blog…

Postado por Caio Hostilio em 31/dez/2012 - Sem Comentários

O artigo “A filosofia é como vinho!!!”, que publiquei no dia 04 de maio de 2012 revela o meu pensamento sobre a existência dos seres humanos no planeta terra.

O texto:

angustiaAs ciências evoluem em suas respectivas áreas de atuação e vejo a mais exata das exatas, a física se aproximar do elo perdido que antes somente a ciência mais velha já estudava e tinha as respostas da existência do homem na terra, a filosofia.

Leio várias mensurações sobre a atitude de “a” ou de “b” sobre a reação diante de uma determinada situação de angústia, dor, manifestação e desejo… Vejo o quanto o ser humano analisa tudo como se ele vivesse numa hegemonia, quando se vive numa heterogeneidade… Max, o homem não estava preparado para entender a busca da historicidade!!!

Daí é que vemos a educação brasileira viver essa falta de qualidade, pois numa sala de aula não existe a tal sonhada hegemonia positivista, mas sim a heterogeneidade tão debatida pela dialética… É importante a busca da historicidade de cada aluno.

Mas voltemos a assunto central… Quando li o pensamento de Kierkegaard sobre o sentimento da angústia do homem e suas variáveis, eu passei que jamais poderia utilizá-los nos meus estudos para entender de fato quem sou eu e os meus semelhantes…

Com a morte de Décio Sá, passei a observar as várias formas de sentimento de angustia daqueles que o amava e o tinha como amigo. E Kierkegaard veio acentuar o sentimento da angústia existencial de cada um.

Para o pensador, o homem existente se prova na inquietação e na angústia existencial. Por isto é que ele define esta angústia como “síncope da liberdade”. Assim, liberdade e angústia se unem na existência. O homem é livre, em sua vida, para optar e escolher. No entanto, não há opção sem angústia. Ao escolher deixo de lado outras coisas sem ter certeza de que a escolha foi a melhor ou será bem sucedida. Ora bolas!!! O pensador está mais que certo, haja vista que cada um tem uma reação diante de um acontecimento e age de formas diferentes, mostrando, com isso, mais uma vez que vivemos numa heterogeneidade.  

Kierkegaard é enfático quando diz: “Quando escolho sou eu quem me escolho, pois toda opção é feita em função de uma opção interior, pela qual eu julgo que irei me realizar. Mas esta escolha não é feita arbitrariamente. Ela deve ser motivada pela busca da verdade.”

Agora, vejo a Física Quântica e sua evolução nortear em busca e nas descobertas, que antes os iluministas já tinham em certa comprovação. Por isso, nada melhor que fazer uma analogia, entre o vinho e água, cuja mistura foi perfeita… Por isso, neste sentido é que se diz que a verdade é vivida antes de ser objeto do juízo lógico. Esta verdade é expressão do modo de existir autêntico que só a vida cristã, como bem lembra Kierkegaard, é capaz de compreender, com tudo o que ela implica de angústia e dilaceração.

A SMTT já fechou as portas?

Postado por Caio Hostilio em 31/dez/2012 - Sem Comentários

transitoAntes de entrar no assunto em questão, eu gostaria de registrar que no Brasil precisa de leis mais rígidas e contundentes contra os agentes que lidam com os recursos públicos e as coisas públicas. É simplesmente estarrecedor o descaso com o município e os munícipes onde um grupo perde a eleição para outro.

Como os politiqueiros são asquerosos e nojentos!!!

Tive que fazer uma viagem urgente a Brasília, mas como a “bolsa de compra de passagens aéreas” passou dos limites, terminei indo de carro. Atravessando o Maranhão, Tocantins e o Goiás.

Com meu senso crítico, passei a parar nos municípios em que não vi ornamentos de natal e a cidade um tanto abandonada. Não deu outra!!! As respostas eram as mesmas. “O prefeito perdeu as eleições e sumiu da cidade… Abandonou tudo!!!”

Que porra de país é esse? Será possível que ninguém ver que os lesados são os contribuintes? Que vêem seus recursos serem desviados e nada podem fazer.

Ao retornar a São Luís, vejo que o Estado teve que conduzir a Saúde. A educação está vivendo um caos, haja vista que os alunos que terminarão o ensino fundamental, referente o ano eletivo de 2012, não sabem quando terminarão seus martírios em 2013, deixando, com isso, sob a tutela do Estado a responsabilidade de recebê-los para o ensino médio sabe-se lá quando.

Agora, vejo que as barreiras eletrônicas estão desligadas e alguns sinais de trânsito desligados. Quanta irresponsabilidade!!!

Não que iniba os transgressores do código de trânsito, mas ajuda muito. O gestor dessa cidade até às 00 h do dia 31 de dezembro de 2012 é o senhor João Castelo, então que ele cumpra com suas obrigações.

Não se pode esquecer que na passagem de ano as pessoas se excedem nas bebidas alcoólicas e as tragédias podem surgir aos montes, principalmente com a falta de fiscalização.

Diante desse descaso irresponsável com a vida humana, atrevo-me a sugerir ao Secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, procure uma formula para controlar o trânsito em São Luís nesse período, ou seja, até que o futuro prefeito tome as providências cabíveis.

Pensem nisso!!!

Que os atos do futuro prefeito de Niterói-RJ sirva de exemplo…

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2012 - Sem Comentários

JB

bom sensoApós constatar que “a realidade das contas de Niterói é dramática”,  o prefeito eleito do município vizinho ao Rio, Rodrigo Neves (PT), mesmo antes de tomar posse, anunciou neste domingo (30) um pacote de medidas que inclui a redução de 19 secretarias e autarquias e de mais de 1300 cargos comissionados. 

Ele promete ainda “renegociar contratos e suspender o pagamento de restos a pagar e dos atos normativos da administração que se encerra”. Segundo os números que obteve durante os 45 dias de trabalho da equipe de transição, ele concluiu que o governo de Jorge Roberto da Silveira fez a dívida disparar. Ela quintuplicou nos últimos quatro anos.

“A dívida líquida consolidada saltou de R$ 70 milhões, em 2008, para R$ 433 milhões neste ano, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE). E devem chegar a R$ 500 milhões em 2013, por conta dos restos a pagar da atual gestão. Isso representa um salto de 8% para 40% da receita líquida A primeira prioridade é reorganizar a gestão. O niteroiense convive com dificuldades cotidianas em relação às ruas esburacadas, fechamento de unidades de saúde e insegurança. Entretanto, a realidade das contas públicas e da gestão é muito mais dramática, pois se estima que os restos a pagar para 2013 cheguem a R$ 100 milhões. Por isso, anunciei hoje (30) um choque de gestão e ajuste fiscal rigoroso, sem os quais a prefeitura de Niterói se tornará insolvente”, explica.

A situação financeira da administração municipal é tão grave que metade dos servidores públicos pode ficar sem receber o salário de janeiro, de acordo com a informação passada pela atual gestão:

“O atual prefeito já avisou que terá dificuldades para deixar recursos para os pagamentos dos salários de dezembro. Disse que não poderá pagar metade da folha”, lembra Neves.

Fim de secretarias e cargos comissionados

A principal causa para a situação quase falimentar da prefeitura de Niterói, segundo a avaliação do novo prefeito, é o inchaço da máquina pública. Reunindo uma ampla gama de apoios políticos, Silveira aumentou o número de secretarias e autarquias municipais para acomodar os aliados:

“Estou assinando 35 decretos no primeiro dia de governo, com a redução de 19 secretarias e autarquias desnecessárias e de mais de 1300 cargos comissionados. Também vamos renegociar contratos e suspender o pagamento de restos a pagar e dos atos normativos da administração que se encerra”, afirma. 

O pacote de medidas, segundo ele, visa cortar despesas públicas para, posteriormente, ele ter como viabilizar os investimentos nas principais necessidades da cidade.

Mas cadê os recursos do SUS de São Luís? Governo do Estado reestrutura unidades municipais de saúde em São Luís

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2012 - 6 Comentários

Foto 10 -..[1] saudeComo parte das ações emergenciais, o Governo do Estado estruturou sete unidades municipais de saúde para desafogar e normalizar o atendimento de urgência e emergência em São Luís. Além dos Socorrões I e II, que foram limpos, desinfetados e receberam material, alimentação, medicamentos e apoio médico necessário, em uma semana de intenso trabalho, foram reestruturados o Hospital da Mulher, da Criança e as unidades mistas Itaqui Bacanga, Bequimão e São Bernardo.

Foto 4 - ..[1]saudeAs unidades municipais receberam equipamentos, equipes médicas, gêneros alimentícios, reparo nas instalações elétricas e hidráulicas, material médico-hospitalar, camas, colchões e roupas hospitalares de acordo com a demanda. A parceria, informou o diretor administrativo da unidade mista do São Bernardo, Rogério Frazão Carvalho, garantiu a completa limpeza e higienização da unidade, novas instalações elétricas e hidráulicas, medicamentos, enxovais médicos, insumos, gêneros alimentícios e limpeza externa da unidade.

Foto 1 - ..[1] saudePara Davi Rodrigues da Silva, internado há 15 dias na unidade mista com problemas de próstata, a mudança foi significativa. “Tudo melhorou; o acompanhante, agora, recebe comida, a iluminação ficou melhor e até colchões e roupas de cama nova e cheirosa estamos recebendo”, disse.

Foto 5 - ..[1] saudePara a unidade mista do Bequimão foram encaminhados pacientes diabéticos e hipertensos crônicos que estavam nos corredores dos Socorrões I e II. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) autorizou o reparo nas instalações elétricas, entrega de medicamentos, gêneros alimentícios e novos lençóis.

Foto 6 - ..[1] saudePara a unidade Itaqui Bacanga foram encaminhados pacientes que precisam de cuidados neurológicos e de clínica médica. Além de profissionais contratados e encaminhados pelo Governo do Estado para prestar apoio, o diretor administrativo, Antonio de Melo, disse que a unidade recebeu reparo na iluminação, material médico e hospitalar, oito camas com colchões, lençóis e gêneros alimentícios.

Transferido do Socorrão I para o Itaqui Bacanga, Antonio Carlos Ribeiro, de 72 anos, disse que o atendimento mudou totalmente. “Estamos recebendo medicamentos, roupas limpas e estamos fora do corredor, o que é muito bom”. Morador de Alcântara, Joaquim Mariano Ferreira, 72 anos, estava há 16 dias no corredor do Socorrão I quando foi transferido para o Itaqui Bacanga. “Aqui é melhor porque estou com tranquilidade para dormir”.

No Socorrão II, um andar que estava desativado recebeu equipamentos, 62 camas, rouparia e serviços de limpeza e tem capacidade de atender, com conforto e segurança, dezenas de pacientes ortopédicos que estavam nos corredores.

“Mostramos que, como uma rede estruturada, com equipe profissional e boa gestão é possível oferecer à população de São Luís e municípios vizinhos uma assistência médica e hospitalar, na rede de urgência e emergência”, explicou Ricardo Murad.

Show da Virada” animará o Reveillon em Imperatriz

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2012 - 2 Comentários

Foto 1 - Show da Virada em Imperatriz Babado Novo[1]Os imperatrizenses irão comemorar em grande estilo a chegada de 2013 com uma programação organizada em parceira pelo Governo do Estado e Prefeitura Municipal.

O “Show da Virada” promete sacudir a cidade com as apresentações de Stênio e banda, Os Diplomatas, Banda Pilantropia, Breno Lima e a banda Babado Novo. O evento marca as festividades do Reveillon na segunda maior cidade do estado e promete agitar o público que prestigiar a festa no circuito do Viva Beira-Rio. Além disso, um show pirotécnico com duração de 15 minutos irá iluminar o céu da cidade à meia-noite.

O roteiro com as atrações do evento foi apresentado pelo secretário de Estado de Comunicação, Sérgio Macedo; além do presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, Lucena Filho e o assessor – chefe de Comunicação da prefeitura, Élson Araújo.

“O governo teve um ano de muito trabalho e diversos investimentos feitos em Imperatriz e a parceria com a prefeitura rendeu bons resultados para a comunidade. Vamos encerrar 2012 com muita alegria e festejar a chegada do ano novo”, destacou Sérgio Macedo.

O secretário lembrou que no “Show da Virada” haverá espaço para todos os gostos musicais e animação é o que não irá faltar. “Teremos a música sertaneja, forró, brega, MPB, pop, rock e muito axé. Uma festa feita com diversos ritmos para embalar o ano novo que chega”, frisou.

O “Show da Virada” em Imperatriz será coordenado pela Fundação Cultural do município com apoio das secretarias municipais de Infraestrutura, Saúde, Meio Ambiente, Defesa Civil, Comunicação e Trânsito, além das Secretarias de Estado de Comunicação (Secom) e Segurança Pública (SSP).

“Queremos realizar uma grande festa e para isso estamos nos preparando de forma a oferecer um evento de qualidade, com estrutura e toda a segurança para os participantes”, disse Lucena Filho, presidente da Fundação Cultural.

O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, agradeceu ao governo pela parceria na realização do evento e reforçou o convite à população para participar da festança. “Nós agradecemos a governadora por mais este apoio e convidamos a toda comunidade para estar conosco neste evento, que também marca o encerramento das comemorações dos 160 anos de nossa cidade”, disse.

Estrutura

Para receber o público, está sendo montada uma infraestrutura de primeira qualidade. Palcos, sonorização, iluminação e decoração garantem mais beleza ao Circuito Beira-Rio. O objetivo é proporcionar segurança e conforto ao público.

No circuito do Viva Beira-Rio, a estrutura contará com dois palcos, banheiros químicos e iluminação especial. Um palco receberá as atrações locais(Breno Lima, Stênio, Os Diplomatas e a Banda Pilantropia). No outro, a animação ficará por conta dos baianos da Banda Babado Novo, que pela segunda vez toca na cidade.

Segurança

Cerca de 40 mil pessoas devem comparecer ao Viva Beira-Rio para assistir a programação com os shows musicais e a queima de fogos no “Show da Virada” em Imperatriz, promovido pelo Governo do Maranhão e a Prefeitura de Imperatriz, na noite do dia 31. A previsão é do comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Edeílson Carvalho, que na manhã desta sexta-feira (28), comandou reunião de trabalho para definir o esquema de segurança do evento.

A segurança envolverá 60 policiais militares no circuito do Viva Beira-Rio, distribuídos entre os acessos à avenida Beira-Rio e arredores, mais a cavalaria e seis viaturas que farão o patrulhamento em ruas próximas ao evento.

A ação terá apoio de uma guarnição do Corpo de Bombeiros com um veículo de resgate e um carro de combate a incêndio, uma ambulância e uma equipe de pronto-atendimento com médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O Corpo de Bombeiros informou que os equipamentos e toda a logística que envolve a instalação dos fogos já foram aprovados, mas, ressaltou que uma nova vistoria será realizada no dia 31, para garantir toda a segurança a quem vai operar os dispositivos de disparos e o público presente.

PROGRAMAÇÃO

  20h – Breno Lima (participante do The Voice Brasil)

  21h30 – Os Diplomatas

  22h30 – Stênio e Banda

  0h – Show pirotécnico

  0h15 – Banda Babado Novo

  2h20 – Banda Pilantropia

Mais concorrência

Postado por Caio Hostilio em 30/dez/2012 - Sem Comentários

Correio Braziliense

ROSANA HESSEL

PAULO SILVA PINTO

DENISE ROTHENBURG

entrevista_correio_2912[1]O ministro do Turismo, Gastão Vieira, defende uma intervenção na aviação civil. Ele lembra que as companhias aéreas são concessionárias de um serviço público. Com o mercado cada vez mais concentrado, as tarifas abusivas podem virar um pesadelo constante para o passageiro, tornando o turismo interno proibitivo. Vieira defende uma ação do governo semelhante à que ocorreu às vésperas da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em julho deste ano. “Quando começou aquela flutuação de diária de hotel, chamamos o setor hoteleiro e falamos que não iríamos admitir aquilo. E as diárias caíram”, afirma. Na avaliação de Vieira, é preciso aumentar a oferta de assentos em aviões e, para isso, a solução mais rápida seria ampliar a concorrência, abrindo espaço para companhias aéreas estrangeiras atuarem no mercado doméstico. “É a medida de impacto mais imediato, até que se arrume uma solução definitiva”, explica.“ Nós já encaminhamos um documento para a Casa Civil sobre isso”, destaca. Atualmente, um dos desafios do ministro é concluir o Plano Nacional de Turismo (PNT), que tem por meta fazer com que o Brasil passe do sexto maior mercado no planeta do segmento para o terceiro lugar global até 2022. A seguir, os principais trecho da entrevista concedida ao Correio.

Ministro, é razoável o passageiro pagar R$ 3 mil em uma passagem só de ida de Brasília para Fortaleza ou para Salvador na alta temporada?

Nós estamos muito preocupados com essa situação. Na última reunião do Conselho Nacional de Turismo, esse foi um assunto absolutamente recorrente. Do nosso ponto de vista, do turismo, isso tem um impacto muito grande. As companhias aéreas disseram que o quilômetro voado na Europa é 26% mais barato que o voado no Brasil. Esse foi o argumento que eles trouxeram para nós. Por conta disso, pediram para entrar no plano de desoneração da folha salarial. O governo concedeu. A partir do momento que essa reivindicação foi atendida, as coisas começaram a se complicar. O mercado começou a ficar muito confuso depois as fusões da Gol com a Webjet e da Azul com a Trip. A oferta diminuiu e o preço subiu. O mercado, que era altamente competitivo, com várias empresas operando, deu uma concentrada.

O que seria possível fazer para aumentar a concorrência?

Se você me perguntar como cidadão e não como ministro, eu acho que a alternativa agora, e não há outra economicamente, é aumentar a oferta. E, para aumentar a oferta, é preciso permitir que empresas estrangeiras que voam no Brasil ofereçam assento. Essa é a medida de maior impacto, mais imediato e que arruma essa situação pelo menos até que se tenha uma solução definitiva.

Agora, passando do cidadão para o ministro, o senhor não acha que seria o momento de colocar isso na mesa de discussão?

Isso está na mesa de discussão. Vocês lembram que houve uma reunião sobre o setor aéreo entre o Comitê Gestor do Conselho Nacional de Turismo na Casa Civil com a ministra Gleisi (Hoffman) Ela disse que o governo acendeu a luz amarela com relação ao setor. A posição do Ministério do Turismo é forçar que esse assunto esteja na mesa. Nós já encaminhamos um documento para a Casa Civil sobre isso. O que pode acontecer? Há um número razoável de pessoas querendo voar nesse período sem ter assento. E eles (as companhias aéreas) têm um pleito quando ao combustível. Dizem que as taxas elevam o custo do querosene de aviação a 26% acimada média mundial.

Mas isso só explica um pedaço do problema, não?

O ministério pediu a eles (as empresas aéreas) que colocassem os pleitos e o que eles se propunham a fazer. Disseram que desejariam aumentar em 20% a oferta de assentos em troca de uma alíquota única de ICMS (sobre o combustível) de 13%. Alguns estados já possuem uma política clara para o turismo e aplicam recursos próprios. O Ceará anunciou durante a inauguração do estádio Castelão que colocou R$ 1 bilhão na área. Acabaram as obras antes do previsto e sem aditivo. Uma coisa fantástica. E isso ocorreu porque foi uma PPP (parceria público privada) redondinha. Só que não há nenhum governador diante de um pedido para reduzir o ICMS do querosene de aviação que não responderia “tudo bem, mas quero uma linha direta de avião do exterior para o meu estado”. É preciso lembrar que isso (o transporte aéreo) é uma concessão e tem um aspecto social fortíssimo. Isso não é só concorrência de mercado. É, além disso, a posição do Ministério do Turismo é mostrar para o governo que a gente deve agir.

Essa demanda para baixar o ICMS dos combustíveis está sendo discutida com os estados?

Nós estamos colocando isso na agenda do conselho dos secretários estaduais de turismo, o Fornatur. Essa agenda vai entrar no conselho dos secretários estaduais de turismo.

A presidente Dilma se manifestou sobre isso?

Tem toda uma arrumação: órgãos próprios, Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), SAC (Secretaria de Aviação Civil). A Casa Civil faz a coordenação. Isso só chega para a presidente quando há um certo consenso.

A existência de tantos órgãos para cuidar do mesmo tema não atrapalha?

Aí a gente entraria em outra discussão. O importante é o seguinte: esse é um assunto urgente e o governo deve agir, no meu entendimento, como agimos na Rio+20.Quando começou aquela flutuação de diária de hotel, todo mundo foi chamado, inclusive o Ministério da Justiça. Chamamos o setor (hoteleiro) e falamos que não iríamos admitir aquilo. E as diárias caíram. A expectativa é que alguma coisa aconteça porque isso (preço das passagens) está virando um  fato popular muito forte.

Os gastos dos brasileiros com viagens internacionais devem chegar a US$ 15,5 bilhões neste ano e a US$16,3bilhões em2013, segundo dados do Banco Central. Quando é que a gente vai assistir uma trajetória de queda e finalmente a um superavit nessa conta?

A resposta é extremamente complexa. Temos uma agenda complicada pela forma como o Itamaraty encara essa questão de visto. A França quer fazer promoções aqui de olho no brasileiro, o terceiro maior gastador em Paris. Além disso o câmbio, sobre o qual não temos interferência, favorece a vinda de estrangeiros para o Brasil. Hoje, um problema que o governo enfrenta é o aumento do consumo de produtos importados. A indústria está com dificuldade para retomar a produção. É complicado dizer que vai diminuir o volume de turistas brasileiros gastando no exterior. Há uma vantagem comparativa indiscutível, por ser infinitamente mais barato comprar e ficar lá fora do que dentro do Brasil. Nós recebemos entre 5 milhões e 5,4 milhões de turistas estrangeiros. Neste ano, deverão ser 5,8 milhões. O México recebe 18 milhões, e a Índia, 14 milhões. O Brasil não oferece nenhuma vantagem ao turista. Aqui, não tem tax free para troca no aeroporto. Precisamos melhorar a competitividade.

E como se faz isso?

Diminuindo os custos. Os hotéis e resorts melhoraram. Eles aumentaram a ocupação que era abaixo de 50% e passou para mais de 60% como consequência da desoneração fiscal. Mas eles ainda não baixaram o preço. Se quiser ir para um resort no Nordeste neste fim de ano, você não vai,como eu não vou. É mais barato ir para fora do país. Competitividade é uma palavra-chave. E ela requer uma série de ações. Temos que formar gente. Precisamos melhorar o desempenho dos nossos hotéis. Estamos implantando o registro eletrônico dos hóspedes e a reclassificação das estrelas para quem merece. Há uma série de coisas que não têm efeito de curto prazo. Estamos de olho nos russos, nos chineses e nos indianos e nos canadenses. Podemos pegar carona daqueles que vão para a Argentina, para que estiquem até o Brasil. A vantagem que nós temos são os grandes eventos. Queiramos ou não, o pós evento nos exige uma capacidade enorme de fazer com que esse turismo eventual da Copa seja permanente. Os bancos oficiais neste ano estão permitindo R$ 9 bilhões em investimentos até novembro.  Em 2002,era R$ 1 bilhão.

Como está o andamento do Plano Nacional de Turismo, já que era para ele ser anunciado logo depois da volta da presidente das Olimpíadas de Londres?

Ele foi adiado porque estamos propondo que ele seja aprovado com a proposta da agenda estratégica e com as medidas concretas para os quatro campos: parques temáticos, turismo natural, turismo cultural e litoral brasileiro. Ele passa a ser um plano em ação e não apenas um plano de intenção.

O senhor mencionou divergência em relação ao Itamaraty sobre a questão do visto. Qual deveria ser o princípio?

O Itamaraty adota como dogma de fé o princípio da reciprocidade. Eu só te dispenso do visto se tu me dispensares do visto. É claro que isso acaba atrapalhando. Há uma proposta interessantíssima da ministra do Turismo do México que é a seguinte: se o chinês recebe visto para entrar no México, esse visto deveria autorizar o turista a ir para a Argentina, para o Brasil, e andar pelo nosso continente. Só que para o Itamaraty não funciona assim e isso atrapalha muito. Na última reunião dos ministros do Mercosul, a pauta foi essa: nós aproveitarmos conjuntamente a oportunidade de atrairmos mais turistas para o nosso país. Temos trabalhado bastante com o Itamaraty nesse sentido, tanto no desenvolvimento do passaporte eletrônico, como nessa questão da concessão de visto. Isso acaba entrando na agenda da presidente Dilma. Esse é um assunto recorrente em quase todas as viagens internacionais. Tanto pela força que o turismo passar a ter no Brasil, quanto para os outros países, interessados nos turistas brasileiros. Os visitantes estrangeiros estão salvando a Espanha e Portugal.

Secretariado de Edivaldo Holanda Junior foi completado?

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2012 - 8 Comentários

edivaldojunior2-208x3001Em minha opinião, a escolha do secretariado é uma prerrogativa do gestor que foi eleito democraticamente pelo desejo do povo, mesmo que essa proporção não alcance nem 50% dos eleitores.

A primeira lista de secretários, eu fiz um questionamento quanto ao posicionamento técnico dos escolhidos, haja vista que ficou bem característico que indicados são mais tendenciosos ao controle que ao planejamento e organização das pastas que irão dirigir.  Em minha concepção, preferiria mudar as rotinas e fluxogramas e utilizar esses excelentes técnicos de outra forma.

Mas o prefeito eleito foi Edivaldo Holanda Junior e é dele essa prerrogativa.

Quanto à segunda lista, conforme email recebido hoje (29) observa-se que o prefeito procurou fazer um balanço mais voltado para o lado político que o técnico.

Agora, só resta esses secretários arregaçarem as mangas e procurarem trabalhar de fato e, principalmente, em prol da coletividade.

Segue abaixo relação oficial complementar do secretariado do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

1.      TED LAGO – Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social É empresário e empreendedor social. Formado em Administração de Empresas, com MBA em Gestão e Finanças pela PUC (RJ), fez especialização em gestão de processos industriais na Doemens Schule, em Munique, Alemanha.Foi um dos fundadores da Rede Latino Americana por Cidades Justas e Sustentáveis e do ICE-MA – Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão;

2.      OLÍMPIO SILVA – Secretaria de Juventude Graduado em Ciências Sociais(UFMA),com especialização em Gestão Pública(Unisul) e Gestão de Projetos(Unicsul). Fez aperfeiçoamento em formação de governantes (EFG/UEMA/USP) e em capacitação de gestores de juventude pela Secretaria Nacional de Juventude das Presidência da República. Foi coordenador do DCE UFMA e Coordenador Municipal de Juventude da Prefeitura de São Luís.

3.      JERRY GONÇALVES DE ABRANTES – Secretaria do Trabalho e Geração de Renda Foi Secretário Municipal de Trânsito e Transporte de São Luís; Secretário Estadual Adjunto de Comunicação Social – MA; Chefe de Gabinete do Departamento Municipal de Estradas e Rodagens de São Luís; Assessor Especial da Prefeitura de São Luis; Assessor Parlamentar Legislativo na Câmara Federal.

4.      MÁRCIO BATALHA JARDIM – Secretaria de Representação Institucional no Distrito Federal Graduado em História pela UFMA, professor da rede estadual de ensino(MA), ex-vice-presidente da União Nacional dos Estudantes, ex-conselheiro do Instituto de Cidadania durante gestão no órgão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, secretário de relações institucionais e federativas da Prefeitura de Maricá(RJ), membro da direção nacional do Partido dos Trabalhadores. Integrou a assessoria do ex-governador  Jackson Lago

5.      MARCELO DE ARAÚJO COSTA COÊLHO – Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e AbastecimentoFormado em Comunicação Social-UFPI, Acadêmico de Direito- terceiro ano, CESVALE; Pós-graduação em Gestão pública -FAERPI, Especialista em Marketing, Propaganda e Publicidade-CEUT; Instrutor do Seminário  Internacional EMPRETEC, Saber Empreender; Ministrante das palestras: O Mito Empreendedor e Cooperar para Vencer.

6.      JOSÉ CURSINO RAPOSO MOREIRA – Secretaria Municipal de Planejamento Economista formado pela UFMA.Especialização em Consultoria de Pequenas e Médias Indústrias. Ex-Secretário Adjunto de Planejamento e Orçamento da Prefeitura de São Luís; Secretário Adjunto de Planejamento do Governo do Estado Maranhão; Professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Maranhão

7.      MARIA SUELI LOBO BEDÊ FREIRE – Secretaria Municipal da Fazenda Auditora Geral Adjunta da Prefeitura de São Luís no período de 1993 à 1997; Superintendente Executiva de Controle Interno, no período de 1997 à 2000;)   Secretária de Administração, no período de janeiro de 2003 à maio de 2003;  Secretária de Fazenda,no período de janeiro de 2003 à 04 de abril de 2008;  Secretária dePlanejamento no período de agosto de 2008 à dezembro de 2008;

8.      ORLANDO DE ABREU MENDES – Presidente da Comissão Permanente de Licitação Graduado em Direito (Uniceuma), Conselheiro Fiscal da Cooperativa de Desenvolvimento Social, Analista do Seguro Social do INSS – MA.

Êpa!!! O futuro de Itapecuru assumiu e seu secretário já faz presepadas?

Postado por Caio Hostilio em 29/dez/2012 - Sem Comentários

institutoepaRealmente é algo fora de todos os princípios administrativos, éticos e morais, as atitudes que o futuro secretário de infraestrutura de Itapecuru vem causando aos munícipes como se já fosse uma autoridade constituída através de nomeação do prefeito eleito.

Suas atitudes são arbitrarias, precisando ser tolhida o mais rápido possível tanto pelo poder policial quanto pelo Ministério Público.

Espero que tomem as providências cabíveis!!!

Segue abaixo, as denúncias enviadas a mim por email:

A… M… (amoreirag2@yahoo.com)

Para: hostiliocaio@hotmail.com

Como leio todos os dias o seu blog e sei q vc é um jornalista destemido e verdadeiro, venho por meio deste lhe informar de alguns “casos” q andam acontecendo pelo interior deste nosso Maranhão. Falo especialmente de Itapecuru Mirim q elegeu um “evangélico” com a esperança de q as coisas mudassem por aqui, mas pelo visto o desmando vai ser bem maior. Hoje 29 de dezembro, sem q o mandato do atual terminasse, o futuro secretário de infra estrutura ( que tem fama de louco, inclusive quando se zanga com alguém manda derrubar, com suas retroescavadeiras, os muros e até as casas da pessoas) está solicitando que os motoristas (sob ameaça) levem todos os carros da Prefeitura para serem guardados em um galpão de sua propriedade.  Lhe pergunto, como pode um membro do Governo ter prédios, galpões e /ou quaisquer outro estabelecimento alugado para Prefeituras?

Atenciosamente.

A… M…

Gil Cutrim e Eudes Sampaio tomarão posse durante a virada do ano

Postado por Caio Hostilio em 28/dez/2012 - Sem Comentários

Cerimônia será realizada na quadra do Colégio Patronato, na sede de São José de Ribamar. Na oportunidade, também serão empossados os 17 vereadores, entre eleitos e reeleitos.

FOTOS GIL E EUDES (1)O prefeito reeleito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PMDB), e o vice-prefeito eleito, Eudes Sampaio (PT do B), tomarão posse logo após a meia-noite desta segunda-feira (31), durante cerimônia a ser realizada na quadra do Colégio Patronato, localizado na área do santuário religioso de São José de Ribamar, na sede do município.

Na oportunidade, também serão empossados os 17 vereadores, entre eleitos e reeleitos, que comporão a Câmara Municipal ribamarense no quadriênio 2013/16.

A cerimônia será comandada pelo vereador mais velho e terá três momentos: no primeiro, serão empossados os vereadores. Em seguida, ocorrerá a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara para o biênio 2013/14. Por último, Gil Cutrm e Eudes Sampaio serão empossados nos seus respectivos cargos.

Gil Cutrim foi reeleito, em outubro, com 69,25% dos votos válidos, a maior votação da história política de São José de Ribamar e uma das maiores do Maranhão.

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog