Governadora Roseana autoriza início das obras de substituição do Sistema Italuís

Publicado em   14/nov/2012
por  Caio Hostilio

A governadora Roseana Sarney, acompanhada do secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, e do presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), João Moreira Lima, assinou, nesta terça-feira (12), no gabinete do Palácio dos Leões, a ordem de serviço para início das obras de substituição dos19 quilômetrosda adutora do Sistema Produtor Italuís, responsável pelo abastecimento de 60% dos bairros da capital.

A obra será realizada por meio da parceria entre os governos Federal e Estadual e tem conclusão prevista para novembro de 2013. De acordo com a governadora Roseana Sarney, a obra vai atender a um anseio antigo da população. “Vamos refazer o sistema Italuís e, com ele pronto, vamos ter a capacidade para atender ainda com mais qualidade os 60% da população da cidade, que atualmente é abastecida pelo sistema”, destacou.

Segundo a governadora, é grande a satisfação de dar início às obras que resolverão o problema na capital. “Já em janeiro de 2013 entregaremos a recuperação do Sistema Paciência, que atende o Centro e adjacências. Com essas duas obras importantes vamos resolver o problema da águaem São Luíse temos a certeza que isso vai melhorar muito a vida de todos nós”, reafirmou.

De acordo com o secretário Ricardo Murad, o governo está realizando o maior investimento da história do estado em saneamento e abastecimento de água. “A governadora lança um pacote que inclui a substituição da adutora e a instalação de 130 mil hidrômetros nas residências da capital. Os sistemas Sacavém e Paciência também estão emobras para aumentar a produção. Em um curto espaço de tempo teremos a universalização da água e tratamento de esgoto da capital”, observou.

Ganho de vazão

Para o presidente da Caema, João Reis Moreira Lima, com o remanejamento da adutora, localizada no Campo de Perizes, será possível estabilizar o sistema de abastecimento e garantir sobra de água para utilização em outros setores da cidade. “Procuramos dar um ganho de vazão do sistema produtor do Italuís com o aumento do diâmetro da tubulação. Por outro lado, os novos hidrômetros vão garantir a redução de perdas”.

Em relação ao funcionamento do sistema Italuís durante as obras, o presidente da Caema informou que o sistema vai operar normalmente. “O sistema só irá parar no final da obra quando for necessário fazer a interligação da adutora antiga com a nova, o que deverá durar de dois a três dias”, contou João Moreira Lima.

A solenidade de assinatura contou com a presença do secretário de Meio Ambiente, Victor Mendes; dos deputados estaduais Roberto Costa, Magno Bacelar, César Pires e Tatá Milhomem; o representante do Consórcio das empresas responsáveis pela obra, Alexandre Caldas, e engenheiros e técnicos da Caema.

A obra

Para a realização da obra, o Governo do Estado, por meio da Caema, conseguiu junto ao Governo Federal, investimentos de R$ 106.887.593,62, sendo R$ 96.920.077,15 do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com a contrapartida de R$ 9.967.516,45 do Governo do Maranhão. A nova adutora será instalada sobre pilotis, paralela à BR-135 e após as torres de alta tensão da Eletronorte.

De acordo com o projeto executivo elaborado pela empresa Esse Engenharia e Consultoria Ltda, serão substituídos19 quilômetrosde tubos de ferro dúctil DN1200 mm, por tubos de aço de1400 mmde diâmetro. Válvulas, ventosas, aterros, estacas, aço e concreto serão usados na obra, que contempla também uma ponte de treliça sobre a qual a adutora atravessará o Estreito dos Mosquitos. Com a instalação dos tubos em aço patinável (mais resistentes à corrosão), espessura de chapa 12,7mm com costura helicoidal, revestida interna e externamente, haverá significativa melhoria no sistema.

QUADROS

RAIO-XDA OBRA

Obra: Substituição de 19km da adutora do Sistema Produtor Italuís, localizada no Campo de Perizes

Início: Novembro de 2012

Prazo previsto para conclusão: Novembro de 2013 – serão mais três meses de pré-operação

Investimento: R$ 106.887.593,62, sendo R$ 96.920.077,15 do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com a contrapartida de R$ 9.967.516,45 do Governo do Maranhão

Empresa responsável: Esse Engenharia e Consultoria Ltda.

Ganho de vazão:Daordem de300 litrospor segundo

Nova adutora: Será instalada sobre pilotis, paralela à BR 135 e após as torres de alta tensão da Eletronorte

Serviço: 19kmde tubos de ferro dúctil DN1200 mmserão substituídos por modernos tubos de aço de1400 mmde diâmetro (aço patinável, mais resistentes à corrosão, com espessura de chapa 12,7mm com costura helicoidal, revestida interna e externamente)

O serviço também contempla: ponte de treliça sobre a qual a adutora atravessará o Estreito dos Mosquitos

SISTEMA ITALUÍS

O Sistema Produtor Italuís é responsável pelo abastecimento de 60% dos bairros da capital maranhense e tem sofrido, nos últimos anos, constantes rompimentos, ocasionados pelo alto teor de corrosão grafítica na tubulação da adutora. A expectativa é que após a conclusão da obra de substituição, terminem as interrupções no abastecimento de águaem toda São Luís.

Além da substituição da adutora, a Companhia vai instalar 130 mil hidrômetros nas residências da capital, visando diminuir os vazamentos e as perdas de água contabilizadas atualmente. O objetivo é fazer um melhor controle da distribuição de água dos sistemas e diminuir o desperdício, melhorando a qualidade dos serviços prestados.

  Publicado em: Governo

4 Responses to Governadora Roseana autoriza início das obras de substituição do Sistema Italuís

  1. Gusmao disse:

    Caio,

    DEMOROU! Faz tempo que essa rede (adutora) vem agonizando. Por falar em obras urgentes, Caio, sabes informar se estão fazendo alguma coisa visando o tratamento do esgoto. Ou será que vamos continuar sendo privados do nosso banho de mar? Tomara que grana liberada pelo governo Federal, tanto para Italuís quanto para o tratamento da rede de esgoto, seja efetivamente usada para esses fins.

    • Caio Hostilio disse:

      Sei que as elevatórias foram todas concertadas novamente e muitas outras regularizadas. Agora, a população também tem que ajudar a denunciar os prédios que foram construídos sem que tenha ao menos uma rede que leve até essas elevatórias, pois do contrário fica difícil, muitos e muitos já foram detectados e regularizados.

      • Gusmao disse:

        Caio,

        Me desculpa, o povo pode até ajudar, mais a função de fiscalizar esses abusos e desrespeito ao meio ambiente é do governo estado da Prefeitura, através de suas secretarias específicas. São elas que dão licenças, avarás e outros.

        Obrigado pela resposta.

        • Caio Hostilio disse:

          Não é do governo do Estado, mas da prefeitura, que é de sua ouçada dar as licenças e os abites. Pena que tudo dão um jeitinho, tanto que o secretário foi cassado.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog