É hora do PSB retomar seus rumos!!!

Publicado em   14/nov/2012
por  Caio Hostilio

Depois que eu sair do PT e ingressei no PSB, que tinha como presidente Miguel Arraes e grandes figuras como Roberto Amaral, Carlos Siqueira, o saudoso senador Saturnino Braga, o ex-deputado Zé Carlos Sabóia (constituinte), Constância, Domingos Paz, Gaudêncio, Antônio Carlos, José Antonio Almeida, Carlos Moraes e tantos outros companheiros, pude ver um sentimento de união.  

Era um partido com suas divergências peculiares, mas unido e determinado, tanto que alcançou índices memoráveis, como na Assembléia ter uma bancada formada pelos deputados Aderson Lago, Pedro Alves, Joaquim Haickel e Teresa Murad. Na Câmara Federal, o deputado José Antônio Almeida.

Chegando a ter nove prefeitos, vários vice-prefeitos e diversos vereadores.

O partido passou a ser cobiçado, haja vista que nas eleições de 2002, teria candidatura própria a governador do Estado e o candidato a Vice-Presidente da República, no caso José Antônio Almeida, que deixou sua reeleição garantida de deputado federal para se tornar o vice de Anthony Garotinho.

Ingressaram várias pessoas no PSB, entre elas, o Ribamar Alves, que se elegeu a deputado federal naquela eleição e mais tarde trouxe o também deputado federal Luciano Leitoa. E é aí onde quero chegar.

No período de 2004 até os dias de hoje, a história do PSB foram marcada por traições e intervenções, atos que maculam a história do surgimento mais belo de um partido político no Maranhão. Ainda estão vivas muitos fundadores desse partido aqui nesse Estado para confirmar o que estou dizendo.

Não se pode conceber que o PSB maranhense viva sob intervenção, por isso atrevo-me a sugerir aos interventores que só existe um nome que pode trazer a paz, a conciliação e, principalmente, o equilíbrio entre as divergências, é o do deputado Luciano Leitoa e futuro prefeito Timon.

Convivi com ele no PSB, tivemos nossas divergências de pensamento, mas sempre debatemos no campo das idéias, e sua virtude em saber escutar e reconhecer quando erra é um dos princípios fundamentais para quem dirige um partido democrático.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog