Concordo plenamente!!!

Publicado em   18/set/2012
por  Caio Hostilio

Do blog do Marco D’Eça

Só animais fazem assim…

Bastou apenas um jogo para que o torcedor maranhense mostrasse toda a sua educação – e a incompatibilidade com espaços públicos que lhe permitam o lazer e a diversão.

O que se viu no Estádio Castelão após o jogo Sampaio Corrêa e Vilhena pode ser comparável às praças de guerra de Oriente Médio.

O vandalismo destruiu boa parte do estádio.

Cadeiras foram quebradas, banheiros praticamente destruídos e sujeira – de todo tipo – espalhada dentro e fora do estádio.

Foram R$ 25 milhões investidos  pelo Governo do Estado com uma boa parte destruída em poucas horas.

Sinal de que o estádio terá pouco tempo de vida útil após a reforma.

Lembrando: domingo tem mais um jogo do Sampaio, desta vez contra o Mixto…

  Publicado em: Governo

4 Responses to Concordo plenamente!!!

  1. Fernando disse:

    MEU AMIGO SOU LUDOVICENSE NATO DAQUI,AMO MINHA CIDADE MAS IREI LHE DIZER UMA COISA: O POVO MARANHENSE (NAO ESTOU GENERALIZANDO) EM SUA MAIORIA É PORCO, MAL EDUCADO, ADORA DAR CONTA DA VIDA DOS OUTROS, ENFIM, EU JA TINHA VISTO ESSA REPORTAGEM LA NO BLOG DO MARCO E SINCERAMENTE ME BATEU UMA REVOLTA. EITA POVO PEÃO DA PESTE E VOCÊ O QUE ME PREOCUPA MAIS??? ESSE MESMO POVO (NÃO ESTOU GENERALIZANDO) QUE NAO TEM UM MÍNIMO DE NOÇÃO POSSIVELÉ QUEM DECIDE NUMA ELEIÇÃO. CASO EU TENHA DITO ALGUM ABSURDO, FAÇA SUAS COLOCAÇÕES MEU AMIGO. ABRAÇOS

    • Caio Hostilio disse:

      Não!!! Fez as colocações corretas… O pior de tudo é que eles estão destruído o que é deles mesmos!!! E que as despesas para recuperar sairá do bolso deles também!!! Isso é burrice!!! A que ponto chega a falta de consciência dos seres humanos!!! Descontar suas revoltas, preconceitos, angustias, ódio e rancor num bem público, que serve para o bem-estar da coletividade. Uma das coisas que mais me revolta são pessoas jogarem lixo na rua… Veja a luta dos garis e se deve respeitar o trabalho deles!!!

  2. Antonio Lima disse:

    Professor, li a matéria do Marcos e fiquei estarrecido com as imagens, e como é de praxe eu fiz um comentário questionando a indiferença das autoridades com essa prática abominável, aproveito a oportunidade para fazer uma reflexão aqui também, se me permite:
    Que tem sido feito pelas autoridades para identificar, responsabilizar e punir exemplarmente aqueles que cometem esse tipo de ação criminosa contra o patrimônio público e particular?
    A resposta para essa indagação é: absolutamente nada vezes nada!!!
    E como não existe punição, o sujeito faz uma, duas, três vezes certo de que nada vai lhe acontecer, assim o indivíduo passa a achar que é normal causar prejuízos destruindo as coisas dos outros e da coletividade, pois tem a certeza da impunidade e com isto passa a influenciar outros desajustados, que por alguma razão alimenta esse sentimento animalesco de destruir os bens públicos e dos particulares.
    Já passou da hora das autoridades tomarem providências contra essa prática abusiva, imoral e maléfica para toda coletividade, que é recorrente em nosso meio sem que os seus autores sejam identificados e punidos exemplarmente, e mesmo quando são identificados nenhuma providência é tomada para corrigir o erro e reparar o dano causado.
    Destruir o patrimônio da população e dos particulares é crime, e como tal, é dever do estado identificar e punir os seus autores, na forma da lei, para que sirva de exemplo, e outros, que por ventura alimentem esse comportamento animalesco e nocivo para todos, não se sintam encorajados a praticarem atos tão repugnantes.
    Um indivíduo que causa uma destruição dessas não pode alegar falta de educação, e muito menos o estado se abster de cumprir com o seu dever de zelar pelo bem comum e defender os interesses e os direitos dos cidadãos de bem.
    Uma outra questão que gostaria de levantar e não se pode perder de vista é quanto à qualidade dos serviços ali executados, pois não se admite que uma cadeira daquela seja “arrancada” sem que ninguém perceba a ação do marginal, o que pelo visto se deu em pleno espetáculo. É claro que nada justifica tamanha selvageria contra o bem público, mais é um aspecto que não pode ficar de fora do contexto, no meu modo de vê as coisas, pois imagino que uma cadeira daquelas dever ser resistente o suficiente para aguentar certos trancos e solavancos.
    No mais, fica aqui registrado o meu repúdio à essa selvageria desmedida contra os bens da coletividade assim como a minha indignação com a indiferença e a falta de providência daqueles que tem o dever de cuidar e zelar pelo interesse coletivo.
    Obrigado!

    • Caio Hostilio disse:

      Por mais que estive faltando policiamento ou segurança, antônio, é injustificável, concordo com você plenamente… Estive em cinco países europeus. Na França, por exemplo, o Louvre, que é o maior Musel do Mundo e que recebe o maior número de visitantes por dia, não precisa de tantos seguranças assim… Olha que ali estão obras de arte de valores incalculáveis… É o fator “educação” e preservação do que é da coletividade!!! Fui ver ao jogo FluXPortuguesa, no Canindé – SP, no mesmo dia do jogo no Castelão, é para controlar a torcida do Flu (meu timão do coração) tinha somente oito policiais militares… Nós eramos aproximadamente três mil torcedores, porém não quebramos nada do estádio da portuguesa… Ofereceram um banheiro limpo e limpo foi devolvido… Sempre estou no Rio e não deixo de ir ao Engenhão ou ao São Januário, e não vejo essa selvageria, mesmo o dia da casa perdendo, coisa que não ocorreu aqui… O Sampaio venceu e venceu bem, mostrando ser um excelente representante maranhense… Que tristeza!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog