Santiago entra em contradição e complica Perillo!!!

Publicado em   06/jun/2012
por  Caio Hostilio

Para o deputado Silvio Costa (PTB-PE), não é possível acreditar que Walter tenha pagado em dinheiro a casa, quando o governador diz ter recebidoem cheques. Principalmente, observa o parlamentar, por envolver uma quantia muito grande.

Na avaliação do deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), “a situação do governador Perillo se complicou, porque pode ser que esse dinheiro depositado não seja para o pagamento da casa”.

O relator da CPMI, deputado Odair Cunha (PT-MG), afirmou que o depoimento de Walter Santiago aumentou as suspeitas sobre a transação imobiliária. Ele vê uma série de contradições que evidenciam duas hipóteses. Na primeira hipótese, alguém está mentindo nessa história; na segunda, o governador Marconi Perillo pode ter recebido duas vezes pela venda do imóvel: uma vez pelo montante em dinheiro que Walter Paulo diz ter pagado, e outra, pelos três cheques que o governador diz ter recebido. “Isso reforça a tese de que os sigilos do governador goiano têm que ser quebrados”, afirma Odair.

Mas, no entender de parlamentares, o que Walter Santiago não conseguiu explicar foi a origem do dinheiro e por que Cachoeira estava morando em sua propriedade. Segundo o empresário, os recursos eram “sobras” de outras empresas, que ele foi juntando ao longo dos seis meses em que duraram as negociações para a aquisição da casa.

Também de acordo com o empresário, foi Garcez quem pediu, no momento da venda, o empréstimo da casa para “uma amiga”. A amiga era Andressa Mendonça, esposa de Cachoeira, e o empréstimo, inicialmente com prazo de 45 dias, durou sete meses, até que o contraventor fosse preso.

Por sua vez, a empresária Sejana Martins, que também depôs nesta terça-feira(5) à CPMI, disse que se desligou da empresa Mestra Administração e Participações no dia 6 de julho de 2011 e que não tinha conhecimento das negociações envolvendo a compra da casa de Perillo.

O senador Pedro Taques (PDT-MT) acredita que haja outras ligações entre Walter Santiago e o esquema de Cachoeira. Segundo ele, há diálogosem que Cachoeirapede intervenção de políticos em favor das faculdades do empresário e pelo menos uma cobrança ao senador Demostenes Torres (Sem partido-GO) para que ele tentasse a liberação de um curso junto ao Ministério da Educação.

O deputado Rubens Bueno (PPS-PR) também acredita que há mais ligações entre o empresário e o esquema do contraventor. Ele disse que há uma área do Country Club de Goiânia alugada em comodato para Walter e outros sócios, com a participação de Cachoeira.

Perillo deve depor na próxima terça-feira (12) à CPMI e pode haver acareação com seu parceiro!!!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog