Alunos de pós-graduação plantam girassóis na greve da Ufma

Publicado em   06/jun/2012
por  Caio Hostilio

Ato simbólico ocorreu por conta do Dia Mundial do Meio Ambiente

Alunos do Programa de Pós-Graduaçãoem Políticas Públicasda UFMA (PGPP – mestrado e doutorado) realizaram um ato simbólico em frente à sede do programa, no Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho.

Eles plantaram girassóis em frente ao programa.

O girassol tem esse nome porque ele se movimenta, ao longo do dia, em direção à luz do sol. Simbolicamente, queremos chamar a atenção para a situação da pós-graduação. Ela precisa ser iluminada pelos raios do sol para não ficar nas trevas, com a falta de assistência estudantil, defasagem de bolsas, falta de recursos para apoio à publicação de dissertações e teses, bibliotecas com poucos livros, professores sobrecarregados com atividades de orientações, dentre outras, etc, explicaram os acadêmicos a intenção do ato.
Os girassóis foram plantados pelos alunos do programa e pela professora Eunice Ferreira. O gesto fez parte da programação das atividades da greve dos professores da UFMA, a qual os alunos manifestaram apoio, em documento intitulado “Não dá para calar”, onde registram:”Entendemos que, de fato:

a) está em jogo a carreira docente nas universidades federais;
b) corre risco a pós-graduação acadêmica e seu processo de pesquisa de qualidade;
c) pode cada vez mais minguar o recurso para a pesquisa desvinculada dos interesses do “mercado”;
d) pode se aprofundar ainda mais o produtivismo, asfixiando a pós-graduação, tal como vem acontecendo com a graduação;
e) ante a falta de uma política de assistência estudantil, debilita-se a pós-graduação com bolsas defasadas, poucos recursos para o apoio à participação em congressos científicos, bibliotecas com poucos recursos para aquisição de publicações, ausência de recursos que garantam aos programas uma política de incentivo à publicação de dissertações e teses desenvolvidas, etc.

A isso, acrescenta-se a baixa valorização salarial da carreira docente: reajuste insignificante, vencimento-base da carreira inicial abaixo do salário mínimo e previdência privatizada… diante de tudo isso, NÃO DÁ PARA CALAR!!

Também não dá para ficar passivo. Por isso, nós, alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas conclamamos a todos os colegas dos demais programas de pós-graduação da UFMA à reflexão e ao apoio à greve dos professores. NÓS APOIAMOS!

Debate

Nesta quarta-feira (6/06), às 16 horas, no auditório Ribamar Carvalho, o comando de greve dos professores da UFMA promove um debate sobre a pós-graduação. Participarão da mesa-redonda sobre “A política de Pós-Graduação do Governo Federal” o professor João Reis, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e o doutorando Franklin Douglas, do programa de Políticas Públicas da UFMA.

“Nas quartas em debate realizamos discussões sobre as condições de trabalho dos docentes das universidades públicas. Nesta, queremos reunir os programas de pós-graduação e colocar em pauta as condições do trabalho acadêmico nessa área”, comentam Ilse Gomes e Joana Coutinho, professoras doutoras e integrantes do comando de greve.

A greve dos professores federais continua na UFMA.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog