Como não conseguiram envolvê-los no Mensalão, não poderiam deixar de fora do caso Cachoeira… A íntegra das notas de José Sarney e Sarney Filho sobre o caso Cachoeira

Publicado em   22/maio/2012
por  Caio Hostilio

A nota de José Sarney:

1. Ferreirinha já trabalhava no Palácio do Planalto – funcionário cedido pela Infraero – quando o senador José Sarney lá chegou para exercer a presidência. Hoje Ferreirinha atua no aeroporto – em cargo de 4º ou 5º escalão – e pediu a interferência do senador Sarney para uma promoção. É esse o assunto do dialogo em questão. O pedido não foi atendido.

2. A família Sarney não tem negócios com lixo, nem com empresa citada. O senador Sarney não conhece nenhuma das pessoas relacionadas no diálogo em questão.

As respostas de Sarney Filho:

1- A família Sarney tem negócios com a Delta, Carlinhos Cachoeira ou com o lobista Dagmar Alves? Qual?
Não

2- Qual era a “parte no negócio” que a família gostaria de comprar?
A pergunta fica prejudicada pela anterior

3- A família Sarney cuida de empreendimentos na área de resíduos sólidos (lixo)?
Não

4- Algum desses projetos usa tecnologia de incineração de lixo da Alemanha? Algum usa tecnogia de incineração por plasma?
A pergunta fica prejudicada pela anterior

5- Quem da família toca esses eventuais negócios?
Também prejudicada pelas duas anteriores

6- Qual a relação do deputado e de Adriano com Gleyb e Carlinhos Cachoeira?
Nenhuma

7- O deputado ou o Adriano ajudaram em algum tipo de pendência no Ibram? Fizeram alguma intermediação entre eles e a direção do Ibram?
Não

8- Quem é Eduardo, assessor citado nas conversas obtidas pela PF? Qual a relação dele com Gleyb e Carlinhos Cachoeira?
Desconheço

9- Que negócios são esses referidos na gravação da PF?”
Desconheço

OBS.: Todos sabem que é o Fernando Sarney que toca os empreendimentos da família Sarney, por que não houve nenhuma relação a ele sobre negociações com reciclagem de lixo? Por que envolveram exatamente os dois Sarneys que são parlamentares no Congresso Nacional? Ora bolas!!! Sabiam que caso estourasse a bomba, teriam que encontrar algo para desestabilizar o presidente do Congresso Nacional, para isso fizeram uma rede de ligações telefônicas citando o nome de Sarney Filho e de seu filho, cujas ligações não constam uma sequer praticadas por eles. No caso do presidente Sarney, ele recebe uma ligação de um ex-funcionário seu e na conversa não há indícios de alguma coisa relacionada aos esquemas de Cachoeira.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Como não conseguiram envolvê-los no Mensalão, não poderiam deixar de fora do caso Cachoeira… A íntegra das notas de José Sarney e Sarney Filho sobre o caso Cachoeira

  1. ouvinte de AM disse:

    AINDA BEM QUE TEM A IMPRENSA BABONA PARA ELES POUSAR DE SANTO,MAS COISA VAI SAIR.

    • Caio Hostilio disse:

      Vai sair!!! Assim como saiu do Mensalão, sanguessugas, do Ministério do Esporte, do Ministério do Trabalho e do Ministério da Integração… É só aguardar que mais e mais falsos moralistas vão ser desmascarados!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog