Culpar a imprensa é uma injustiça… Faltou melhor esclarecimento dos próprios parlamentares!!!

Publicado em   12/abr/2012
por  Caio Hostilio

É necessário tomar conhecimento que a imprensa vive de notícia e que se um determinado assunto é de interesse da coletividade e merece um acompanhamento diário, não se pode ser taxada de perseguição, uma campanha sórdida ou que tenha ultrapassado da realidade dos acontecimentos já transcorridos nas próprias falas dos parlamentares da Assembléia Legislativa.

Vi todos os meios de comunicação falar sobre o assunto dos salários dos deputados maranhenses e amapaenses, isso dentro de suas linhas editorais.

Em minha opinião, faltou mais clareza nas explicações à imprensa, que estava lá em busca de informações. Então, que os deputados dissessem aos jornalistas que se tratava de auxílio paletó e não de salários. Que é uma prática utilizada por todos os Legislativos brasileiros e que é uma prática de décadas!!! Porém, preferiram o silêncio, com isso deixando ao jornalista a impressão de que ninguém queria falar porque existia algo realmente de muito errado.

Portanto, não se pode procurar um bode expiatório para os erros ou quiçá de medo em falar com a própria imprensa… Mirante, Band, Rocord, Educadora, Capital, São Luís, O Imparcial, JP, os demais jornais e blogueiros? Não!!! Culpar o Presidente da AL? Também não!!! Pois ele não poderia agir unilateralmente… Acho que tudo que os deputados Raimundo Cutrim e Manoel Ribeiro falaram, hoje (11), da tribuna da AL – retirando os insultos à imprensa – era o que deveria ser dito ao jornalista que fez a matéria para o Fantástico. Por que não falaram?

O certo é que para a imprensa, deputado Raimundo Cutrim, um fato particular pode em si conter a força de uma série de acontecimentos e daí surgir uma série de matérias.

Deputado é preciso saber que o jornalismo é dominado pelo juízo que forma a partir do interesse da coletividade. O elemento julgamento e, portanto, exercício de inteligência, do discernimento, com isso a análise é que entra em jogo.

Diante do fato ocorrido, o jornalista examina a sua importância e caráter, o interesse que despertará, as repercussões da sua divulgação e, se informa sobre ele. E o caso dos 18 salários é um caso que se enquadra em qualquer discussão entre editores chefes numa Redação, seja ela de jornal, de emissora de Rádio ou Televisão.  

Lembre-se que o simples fato de destacá-lo e publicá-lo expressa o resultado de uma seleção crítica, transmitindo ao público, apenas, os que são realmente significativos e verdadeiros.

Qual foi o resultado final? A exclusão de 18 para 15 salários e a divulgação em todos os jornais nacionais da Rede Globo, que agora já partiram a verba indenizatória…

  Publicado em: Governo

One Response to Culpar a imprensa é uma injustiça… Faltou melhor esclarecimento dos próprios parlamentares!!!

  1. Pingback: Caio Hostilio

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog