Como escrever sem atingir os interesses comuns da burguesia?

Publicado em   04/abr/2012
por  Caio Hostilio

Deixo esse questionamento aos profissionais do jornalismo. Em minha época de estudante – isso em plena Ditadura Militar – tínhamos sempre em mente uma concepção: “Burguês e Burguês, Proletário e Proletário”… Burgueses podem até está em campos opostos, porém se unem para lutar em causas de seus interesses, enquanto nós proletários estamos sempre brigando entre si pelos interesses dos burgueses!!!

Muda o regime e a prática continua a mesma… Vi isso em todos os estados desse país em que morei… Em todos os governos federais, estaduais, na iniciativa privada e etc.

Quando se faz uma denúncia é que você começa saber quem é quem e os laços de amizade que unem a todos e os objetivos únicos… Fazer o quê? Como saber? Se aqui na vida comum são ditos como inimigos e lá por cima são amigos?

Como adivinhar o interesse político daqueles que almejam a Presidência da Assembléia Legislativa? Quem levará o voto de Marcelo Tavares?

Aí eu deixo outra pergunta aos jornalistas: depois de todos esses elogios ao deputado Marcelo Tavares, os deputados “governistas” ainda terão coragem de rebatê-lo em qualquer crítica sobre o governo Roseana, uma vez que eles disseram que ele (Marcelo) fala a verdade? O simplesmente eles subestimarão a inteligência dos proletários?   

Com isso, passo a refletir que estes tipos de conduta ou de pensamento são exteriores ao indivíduo, como são dotados dum poder imperativo e coercivo em virtude do qual se lhe impõem, quer ele queira quer não. Sem dúvida, quando me conformo de boa vontade, esta coerção não se faz sentir ou faz-se sentir muito pouco, uma vez que é inútil. Mas não é por esse motivo uma característica menos intrínseca de tais fatos, e a prova é que ela se afirma desde o momento em que eu tente resistir… Mas sou vencido e tenho que me conformar!!!

 Se tento violar as regras, eles reagem contra mim de modo a impedir o meu ato, se ainda for possível, ou a anulá-lo e a restabelecê-lo sob a sua forma normal, caso já tenha sido executado e seja reparável, ou a fazer-me expiá-lo, se não houver outra forma de reparação.

Tratar-se-á de máximas puramente morais? A consciência pública reprime todos os atos que as ofendam, através da vigilância que exerce sobre a conduta dos cidadãos e das penas especiais de que dispõe a burguesia. Noutros casos, a coação é menos violenta, mas não deixa de existir.

Sou apenas um proletário, sem direito algum… Um pingo d’água no Oceano, reprovado até por minha própria classe…

  Publicado em: Governo

2 Responses to Como escrever sem atingir os interesses comuns da burguesia?

  1. Kelson Araujo disse:

    Caro Professor Caio,
    Espero que a reação desses deputados pilantras do Maranhão que se dizem “governistas”, mas que na verdade são mesmo é opotunistas, não inibia o trabalho sério que você vem fazendo. Infelizmente no Maranhão, como em muitos outros Estados da Federação, os corruptos e safados são o que mais destacam. Ao ver Roberto Costa defender Marcelo Tavares, chegou à conclusão de que ele o faz, por medo de apurações sobre as falcatruas que ele (Roberto Costa) comandou quando era Secretário. Tatá Milhomem também quando foi Presidente praticou todos os tipos de malandragens posssíveis quando comandou a AL e César Pires, quem eu pensava que prestava, talvez tema por investigações spbre irregularidades de sua gestão quando Secretário de Educação. Força Professor Caio, a sua credibilidade não será abalada em nenhum momento diante do corporativismo desses sanguessugas do Maranhão que se dize deputados. Robero Costa, com certeza está se desviando dos caminhos da verdade que João Alberto lhe ensinou. O povo saberá dar a resposta certa, na hora certa.

    • Caio Hostilio disse:

      O certo é que os próprios proletários apoiam e acham que eles todos estão certos… enquanto for assim… Sabe que isso foi que levou a utopia dos inocentes como eu em acreditar na revolução socialista, para que um dia chegássemos de fato ao comunismo que tanto Max sonhou para a humanidade… Isso jamais acontecerá, visto que os proletários são contra os próprios proletários!!!

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog