Nada como um dia atrás do outro… A palavra de um homem é o reflexo de seu caráter…

Publicado em   23/mar/2012
por  Caio Hostilio

É…. Nada como um dito popular para refletirmos: “O boi pega-se pelos chifres, o homem, pela palavra.” “As boas palavras custam pouco e valem muito.” Para finalizar busco o grande mestre William Shaespeare: “Os homens de poucas palavras são os melhores.”… Mestre, com certeza, pois os que prometem muita fidelidade são os primeiros a traírem!!!

Estou buscando tudo isso apenas mostrar o quanto o homem Clodomir Paz mantém a sua palavra. Para ele não importa se irá ser o seu fim político ou não. Sua palavra e seu compromisso firmado não precisam ser assinados, visto que sua honradez está acima de qualquer suspeita.

O vi fazendo isso por diversas vezes, mais as duas que mais me chamaram a atenção foram a do DETRAN, quando ficou na eminência de ser preso, mas desmascarou a máfia dos carros zeros via locadoras e agora ao desistir de qualquer pretensão política e se manter no governo João Castelo. Dizer que é por salário é brincar, visto que Clodomir Paz não precisa de um salário de secretário municipal para sobreviver, além de ser um profissional excepcional que tem lugar no mercado de trabalho a hora que ele queira… Isso não passa de jogo politiqueiro.

Diante desse fato, quero lembrar um texto que postei no dia 03 de outubro de 2011, sob o título “A palavra de um homem é o reflexo de seu caráter…”, onde falo de Clodomir Paz e do saudoso João Evangelista… Eu começo assim o texto: Isso é evidente em qualquer seguimento social. Têm homens que suas palavras são apenas soltas ao vento, enquanto existem aqueles que suas palavras são respeitadas.

Como é difícil para a maioria dos seres humanos manterem o que disse e se propor a cumprir todo um acordo apenas feito através de palavras, não precisando de papeis para formalizar.

O caráter de um homem se mede por sua determinação em manter o que disse e nada fará com que ele mude de idéia, pois respeita a si mesmo e sua personalidade.

Por isso, vale sempre ressaltar: “Nos desonestos pode-se sempre confiar na desonestidade. Honestamente, os honestos é que deviam ser vigiados, pois nunca se sabe quando farão alguma coisa realmente estúpida.”…

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog