Dilma segue o caminho de Collor? No Senado, PR rompe com o Planalto

Publicado em   15/mar/2012
por  Caio Hostilio

Na minha matéria “As mexidas de Dilma já dão sinais de desconforto no Congresso… Fez me lembrar de Collor!!!”, do dia 13 de março, eu estava em Brasília e tive a oportunidade de conversar com diversos parlamentares e iniciei dizendo: “Hoje (13), vi a presidente Dilma num ambiente completamente desfavorável a ela. Desde a sua chegada para participar da homenagem ao Dia Internacional da Mulher, observou-se que sua mexida não foi muito aceita pela base de apoio ao governo, principalmente a bancada do PMDB.”
Agora, o PR foi o primeiro a mostrar a sua cara, cujo líder do partido no Senado, Blairo Maggi, disse: “‘Chega. Ninguém aqui é moleque. Não tem mais o que negociar’.

É dessa forma que tudo começa… Lá se vão sete votos no Senado. O líder do PR, senador Blairo Maggi (MT), comunicou nesta quarta-feira, 14, à ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti – que vem mostrando ser uma péssima articuladora-, que a negociação com o governo está encerrada e que acabou o apoio automático do partido ao Planalto. A bancada da Câmara ainda está disposta a continuar a negociação, mas no que depender do presidente nacional do partido, senador Alfredo Nascimento (AM), o PR ficará independente.
A decisão pelo rompimento foi tomada após o encontro de Blairo Maggi com Ideli, na manhã desta quarta-feira, em que o líder cobrou do Planalto se o partido indicaria ou não o novo ministro dos Transportes. A resposta da ministra foi negativa. ‘Chega. Ninguém aqui é moleque. Não tem mais o que negociar’, disse Alfredo Nascimento, resumindo o resultado da reunião.

O Planalto está mostrando que não soube lidar com a maioria folgada que tinha no Congresso Nacional… As CPIs serão os próximos passos, como a dos casos do ministério do Esporte, Trabalho, Integração, Casa da Moeda…

  Publicado em: Governo

6 Responses to Dilma segue o caminho de Collor? No Senado, PR rompe com o Planalto

  1. Ribamar disse:

    Caro Caio,

    Muito interessante sua colocação quanto ao quadro politico a nível nacional. Concordo quando voce coloca que a presidente Dilma econtra-se hoje no estado “desconfotável ” perante os partidos politicos que o apoaiaram na eleição passada, e cobra a fatia, esquecendo de que os partidos politicos são costumeiramente acustomados a dar apóio, poteriomente cobrá-lo. Entretanto no Estado do Maranhão parece que os partidos politicos não cobram esta fatia, ou seja, o Partido Verde-PV, e outros pela composição das Secretaria, no entanto nem todos são agraciados, porém dão “o apoio total e irrestrito” ao governo do Estado porque será que os partidos não agraciados não cobram sua fatia. Exemplo claro: O Partido Verde é composto por 06(seis), Deputados Estaduais e 01( Hum) Deputado Federal, pelo que tenho conhecimento através da imprensa é que nunca foi nomeado profissionais para algum lugar? no entanto permanece no governo mostrando fidelidade quanto ao compromisso de relização de um grande governo para o povo.

    OBS: Nomeações de Técnicos/Adminstrativos de comprovada capacidade
    Um abraço,
    Ribamar

  2. Ribamar disse:

    Caro Caio,
    Pelas informações que tenha, o Deputado Victor Mendes não atende como pertecente a cota do Partido Verde – PV como foi relatado no blog do Luis Cardoso do dia 25.01.2012 as 11;20h
    Procure checar esta informação.
    Um abraço do amigo
    Ribamar

  3. Ribamar disse:

    Caro Caio,
    Aguardo sua checagem no meu E- mail OH?

    Um abraço

    Ribamar

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog