Arquivo de Março de 2012

É tudo metira mesmo!!! Quem roubou os Tickets dos funcionários da Assembléia foi eu!!!

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - 6 Comentários

Já estou a caráter!!!

O ex-presidente Marcelo Tavares disse toda a verdade ao Jornal Estado do Maranhão. Eu tenho que admitir que sou um crápula, um safado, um ladrão de tickets!!!

Senhores funcionários da Assembléia Legislativa do Maranhão, perdoe-me pelo meu roubo e que estava precisando muitooooo daqueles eletrodomésticos e daqueles alimentos!!! Aproveitei uma brecha e aí passei a mão em R$ 10 mil em Tickets… Como sou um ladrão muito esperto, tinha que arquitetar algo para jogar a culpa em alguém… Pensei, pensei… E passei a mão na Carteira de identidade do Márcio Pimenta… Mas qual endereço eu poderia colocar para não dar na pinta? Ah!!! Lembrei da Launa Brasil… Poxa!!! Vou colocar o endereço do avô dela!!! Ninguém vai desconfiar do senhor Manoel Brasil, afinal ele é o dono da Potiguar!!!

Gente, sei que errei e estou arrependido do que fiz… Não tenho coragem de voltar mais a Assembléia Legislativa… Estou a disposição da Polícia a partir desse momento… Não estou brincando!!! Podem vir me apanhar ou me ligar a qualquer hora que me entregarei (96025511-fone)… Direi que foi eu o ladrão dos Tickets dos funcionários…

Alguém tem que ter coragem nesse mundo… Então, eu vou assumir esse crime, pois sou imoral!!!

Nota rápida

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - Sem Comentários

Informações do Local!!!

Policiais do GTA acabam de recuperar o dinheiro roubado do Banco do Brasil de Carolina, após localizarem parte da quadrilha escondida numa área de mato. Houve troca de tiros com os policiais, que estavam a bordo do helicóptero. Os bandidos fugiram e abandonaram o dinheiro. Nesse momento, o helicoptero aguia está se deslocando para Carolina, onde fará a entrega do dinheiro e se juntará ao grupo da PM, com mais de 100 homens, na busca do restante da quadrilha, que se encontra encuralada… Um bandido já foi morto e três pessoas foram presas por dar apoio ao bando na região.

Afinal, o bate-bola do EMA e Marcelo Tavares serviu pra defendê-lo?

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - 4 Comentários

Esse é o meu jornal!!!

A matéria do Jornal Estado do Maranhão, de hoje (31), além de distorcer informações, deixou de acrescentar fatos importantes e apenas escultou o deputado Marcelo Tavares, deixando de fazer apenas um questionamento para derrubar as argumentações do ex-presidente.

Primeiramente, não foi o ex-funcioário de seu gabinete que denunciou a mim o desvio dos tickets dos funcionários, mas sim um prefeito e um deputado federal, que conseguiu essas notas fiscais e as cópias das listas feitas pela Senhora Silvana e a Luana Brasil, além de outras denúncias que possuem. O ex-funcionário nem sabia que existia, ficando assustado quando o liguei, conforme consta de minha matéria. Ficando a matéria do EMA pautada na fala do deputado Marcelo Tavares, que quer usar esse artifício como se fosse uma forma de vingança… Ledo engano!!!  

A matéria do EMA erra novamente ao dizer que a denúncia por mim, o Márcio Murilo Pimenta, funcionário nomeado por Marcelo Tavares, teria comprado mercadorias em nome de servidores da Casa… No primeiro parágrafo da minha matéria diz totalmente o contrário e mostra: “Chegaram as minhas mãos várias notas fiscais (abaixo) do Mix Mateus – Mateus Supermercados Ltda, da loja localizada à Av. João Pessoa 244, João Paulo, em nome de Márcio Murilo Pimenta, local de entrega, Av. Luis Eduardo Magalhães Nº 50 – Calhau. Todas com datas do mês de abril de 2009. Na nota fiscal consta o número do telefone 81167633.”

A versão de Marcelo Tavares ao EMA: Ele classifica a denúncia de mentirosa. “Em primeiro lugar, qualquer pessoa pode comprar com tíquete do Amazon Card. O servidor pode usar, trocar ou até vender o benefício. Isso esvazia a denúncia. Em segundo lugar, as notas estão todas em nome do próprio Márcio Pimenta. A única nota do Amazon Card é equivalente a R$ 139, que poderia ter sido usado por qualquer um. Portanto, nem há o que questionar nesta história”, disse o parlamentar.

Marcelo Tavares lembrou ainda que Márcio Pimenta não precisaria de determinação para pegar tíquete, “porque era ele próprio quem os distribuía”. Além disso, lembra o parlamentar, o Departamento de Recursos Humanos da Assembleia tinha o controle dos servidores em férias ou licença e informava ao responsável pelos tíquetes, que não poderia preencher os espaços. “Além disso, como, até hoje, nenhum servidor reclamou de que alguém recebeu o tíquete em seu lugar?”, questionou o parlamentar.

A quem querem enganar? Vou deixar essa matéria até o final de domingo esperando as resposta…

Deixo aqui ao jornalista autor da materia, ao editor da página e ao editor chefe do EMA, o seguinte questionamento: Por que o Jornal não fez uma simples pergunta ao deputado Marcelo Tavares quando do bate-bola… “Deputado Marcelo Tavares, tanto o Márcio Pintenta quanto a Luana Brasil eram assessores de seu gabinete, por que o Marcelo faria uma compra de R$ 10 mil reias, no nome dele, e mandaria toda a mercadoria para a residência do senhor Manoel Brasil, proprietário da Potiguar e avô da sua outra assessora? Quem sabe fazer o serguinte questionamento ao deputado: “O senhor poderia dizer se aquela letra da lista é realmente da sua esposa Silvana? Seriam perguntas importantes para enriquecer a matéria!!!

Ao deputado Marcelo Tavares, por suas respostas ao jornalista, V. Exª dar a entender que o ladrão foi o Márcio Pimenta e quem acobertava os produtos do furto com os Tickets dos funcionários era o Sr Manoel Brasil, dono da Potiguar e da Terra Zoo… Pelo que sei, um empresário sério, honesto e cumpridor de suas obrigações, que teve o azar de sua neta ir trabalhar na Assembléia Legislativa… É isso?

E desde quando se pode usar tickets de funcionários para outras finalidades, principalmente para fins de doação, sem autorização da Mesa Diretora da Casa? Houve essa autorização ao menos do 1º Secretário da Mesa ou quiçá do 2º?

Abaixo os cabeçalhos das Notas Fiscais que comprovam que todas foram compradas em nome de Márcio Pimenta e não em nomes de funcionários e que foram entregues no endereço do Sítio do senhor Manoel Brasil, dono da Potiguar e da Terra Zoo, avô da Luana Brasil, ex-assessora de Marcelo Tavares e, hoje, auditora da Assembléia Legislativa, além do cupom fiscal da compra de mercadorias alimentícias para creche no valor  de R$ 1.139,90 com Ticket.  

 

 

 

 

Aqui é a residência do Sr. Manoel Brasil, onde foram entregues as mercadorias

 

 

 

Uma pergunta que não pode calar:

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - 8 Comentários

No Maranhão não tem contador que saiba preparar prestação de contas de Prefeituras e Câmaras de Vereadores,  dentro dos princípios da LRF?

O prazo para entrega das prestações de contas no TCE se encerra na segunda-feira (02/04). Até o dia 28/03, somente 30 presidentes das 217 Câmaras Municipais de Vereadores tinham entregue ao TCE suas respectivas prestações de Contas.

Entre os 217 prefeitos, até o dia (27), faltavam entregar suas prestações de contas nada menos que 196 prefeitos.

Estariam esses gestores com problemas em arrumar Notas Fiscais para compor suas prestações de contas ou é falta mesmo de contadores?

Em minha opinião, fico com a primeira opção!!!

Bob Jefferson tinha razão?

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - 2 Comentários

 Lembro que o bufão Roberto Jefferson, presidente do PTB, comentou  através do seu twitter, nas eleições de 2010, o seguinte: “O DEM é uma merda”. O petebista-fisiológico Bob Jefferson, decidiu  ligar o ventilador em direção ao esgoto, quando das indesições dos Demos no apoio a José Serra.

Muitos acham que a mudança do nome do partido de PFL para DEM levou a legenda se transformar em um conjunto de convardes e traidores. Falam que a situação dos demos é realmente delicada – dizem que até o diabo está irritado com o apelido e que já anunciou que não os aceita no inferno. O partido sempre foi um apêndice do PSDB e não se preparou para enfrentar seus problemas e dar amparo a seus “ilustres filiados’, isso se tem algum!!!

O dilema é grande. O DEM é um “partido de merda ou de cagões”?  Em Brasília, os políticos dizem queos dois casos… A legenda é de merda porque definhou e não apita nada e é de cagões porque quando aparece um caso como o de Demóstenes Torres, vem  logo o velho casado de guerra José Agripino dizer que a expulsão é a solução, como se o DEM fosse um partido ético e moralista…

Já que o Agrepino que fazer um limpa no Demo, sugiro que ele expulse, jultamente com Demostenes Torres, o ex-senador Efraim Moraes, que contratou duas irmãs em seu gabinete no Senado, sem que as duas soubessem e ele ficava com o dinheiro das duas, além das horas extras, empréstimos, 13º salário, férias e outras vantagens. Também a família Maia do Rio de Janeiro, pois construiram um elefante branco, que consumiram milhões e milhões do dinheiro do contribuinte sem que sirva para nada, num local que nem estacionamento tem, a Cidade da Música, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Vamos lá!!! Será que vão continuar sendo tratados como cagões pelos outros políticos do Congresso Nacional???

Prefiro não acreditar, ministros Padilha, Aldo Rebelo, Gastão Vieira, Edison Lobão…!!!

Postado por Caio Hostilio em 31/mar/2012 - 2 Comentários

Nos 90 anos do PCdoB, deparei-me com uma notícia de divisão de castas para ter acesso aos Ministérios, fiquei profundamente irritado, não pela ideologia utópica de Max, que jamais seria colocada em prática pelos seres humanos, haja vista que nunca teria capacidade espiritual o bastante para seguir em sua essência o que o brilhante pensador edealizou. Mas pelo sentido de respeito a qualquer cidadão, isso independente de cor, raça, relegião, preferência sexual e política.

Independente da política em si, visto que para mim essa ciência foi engolida pelo pragmatismo neoliberal, sempre tive admiração profunda por homens como Aldo Rebelo, Roberto Freire, Inácio Arruda, Antonio Carlos Valadares, Pedro Simon, Cristovam Buarque e, principalmente, pelo ex-presidente da Republica, José Sarney, que a meu ver não poderiam concordar com essa casta nos Ministérios… Isso vai de encontro aos princípios básicos dos Direitos Humanos e deve ser debatido pelo Congresso Nacional… Isso me faz lembrar os tempos da Ditadura Militar e me revolta profundamente…

As pessoas pobres, os continuos e as faxineiras só podem ter acesso aos Ministérios por uma entrada separada, isso apresentando o crachá, mesmo sendo conhecido por todos e indo ao trabalho todos os dias.

Um grupo de faxineiras, na porta do Ministério do Esporte, criticou a discriminação. “É claro que é preconceito. Querem separar os funcionários mais simples dos outros”, afirmou uma delas, que pediu para não ser identificada a reportagem do Correio Braziliense.

Essa discriminação é enfrentada por estagiários, contínuos e terceirizados em toda a Esplanada dos Ministérios, com a existência de entradas privativas a ministros e funcionários em cargos de Direção e Assessoramento Superior (DAS) de nível 4, ou seja, com salários acima de R$ 6.843,76. Todos os demais servidores que recebem abaixo desse patamar são proibidos por seus ministérios de entrar pela portaria especial e devem se dirigir à entrada principal do prédio. A medida, na prática, cria duas castas de funcionários: uma composta pela maioria, que geralmente enfrenta filas para entrar no trabalho e é obrigada a se identificar; e outra especial, dos que ganham salários mais altos e entram e saem dos ministérios sem grandes impedimentos.

Cada ministério tem autonomia para criar as regras sobre o procedimento de acesso ao prédio. No entanto, todos acabam adotando normas muito parecidas, que separam as duas categorias de funcionários. Pela entrada privativa, só entram os que ganham acima de DAS 4, o ministro, o secretário executivo e os convidados do ministro. Nesse grupo, estão deputados, senadores, magistrados e membros do alto clero. Empresários e profissionais liberais.

 No Supremo Tribunal Federal, no Superior Tribunal de Justiça e no Congresso Nacional não há distinção de acesso.

Espero que a democracia tão lutada, não volte a ter alguns pontos ditatoriais!!!

Eu já avisei pra parar!!! Não vai sobrar falsos moralistas!!! Vejam essa: Ideli nega envolvimento com Intech Boating

Postado por Caio Hostilio em 30/mar/2012 - Sem Comentários

Agência Brasil

A assessoria da ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, divulgou nesta sexta-feira (30/3) nota em que nega ligação de Ideli com a empresa Intech Boating. O texto informa que a ministra não recebeu diretamente dinheiro da empresa para sua campanha ao governo do estado de Santa Catarina.

“A doação no valor de R$ 150 mil registrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) feita pela empresa Intech Boating foi destinada ao Comitê Financeiro do Partido dos Trabalhadores (PT) em Santa Catarina e não à candidata Ideli Salvatti [nas eleições de 2010]”, diz a nota se referindo ao valor citado em matéria publicada na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo que relaciona a doação feita pela empresa a um contrato para compra de lanchas assinado com o Ministério da Pesca, pasta que já foi comandada por Ideli.

A nota informa que o contrato firmado entre a empresa e o ministério para a aquisição das lanchas, que está sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU), foi assinado em 2009 e Ideli Salvatti assumiu a pasta apenas em 2011. O texto ressalta ainda que as contas da campanha ao governo do estado foram aprovadas pelo TSE.

De acordo com matéria, a empresa Intech Boating foi contratada para construir lanchas-patrulha de mais de R$ 1 milhão cada para o Ministério da Pesca, que não tinha competência para usar tais embarcações. Depois, a empresa foi procurada para doar ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina R$ 150 mil. O comitê bancou 81% dos custos da campanha a governador, cuja candidata foi Ideli Salvatti, em 2010.

A contratação da empresa Intech Boating foi feita na gestão do então ministro da Pesca, Altemir Gregolin. A ministra Ideli foi titular da Pesca entre janeiro e junho de 2011 e, na época, a Intech recebeu R$ 5,2 milhões que faltavam para a compra das 28 lanchas encomendadas nos dois anos anteriores, de acordo com as informações do jornal.

Então tá… Aguardemos os próximos cápitulos!!!

A estrutura que dava sustentação ao Castelo de areia na gestão Marcelo Tavares…

Postado por Caio Hostilio em 30/mar/2012 - 5 Comentários

O ex-presidente Marcelo Tavares, segundo a pessoa que me fez chegar as notas do Supermercardo Mateus, era a verdadeira rainha da Inglaterra, haja vista que a verdadeira mandante da gestão administrativa do Legislativo Maranhanse era sua esposa, a Dra. Silvana Leal Silva.

Segundo o informante, o ex-presidente sabia de todos os atos da esposa e concordava. “Para dar condições as práticas ilicitas, a Dra. Silvana precisa fazer algumas alterações nos cargos que não eram exercidos por pessoas de sua inteira confiança, com isso ela passou a fazer as modificações, de acordo com as conveniências”, disse o informante.

As substituições, segundo o informante:

Retirou Manoel Ferro e colocou em seu lugar Abelardo Baluz; transformou Martinho Andrade em adjunto e nomeou Vania Pacheco; Afastou Irapuã e toda sua equipe do preparo da Folha de Pagamento e colocou sob a resposabilidade de Jorge Subicueta e seu microcomputador; afastou o Dr. José Carlos da Direção Geral da Casa e nomeou Azoline, que não passou de uma Rainha da Inglaterra.

Mas o Comitê que matava de fato em todos os movimentos na gestão da Assembléia na gestão de Marcelo Tavares, segundo o Informante era composto pelas seguintes pessoas:

Silvana Leal Silva – comandante

Abelardo Baluz e Jorge Subicueta – vices-comandantes

Fernanda (auditora geral)

Cíntia Mota (Diretora Financeira)

O informante disse que todas essas pessoas sabiam de todas as movimentações práticas, tanto com tickets de funcionários, diárias e outros lançamentos contábeis…

Não estaria não!!! Deus é maior!!! ‘Se eu perdesse a voz, estaria morto’, diz Lula

Postado por Caio Hostilio em 30/mar/2012 - Sem Comentários

JB

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira que teve mais medo de perder a voz do que de morrer após a descoberta do câncer na laringe. “Se eu perdesse a voz, estaria morto”, disse ele em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, a primeira após o desaparecimento do tumor. 

Lula se emocionou ao citar o vice-presidente José Alencar, que morreu de câncer há um ano. “Hoje é que eu tenho noção do que o Zé Alencar passou”. O ex-presidente também falou sobre o tratamento a que foi submetido – quimioterapia e radioterapia. “A gente não sabe o que é pior (…). Para mim, os dois são um desastre. Um é uma bomba de Hiroshima e, o outro, eu nem sei que bomba é”, disse.

Lula, que perdeu quase 16 kg, afirmou que o câncer é uma doença “avassaladora” e que sentiu muita náusea durante o tratamento. “A boca não suporta nada, nada, nada, nada. A gente ouvindo as pessoas que passam por um tratamento contra o câncer falarem não tem dimensão do que estão sentindo”. 

Segundo o ex-presidente, o pior momento do processo foi quando soube da doença. Ele disse que ainda sente dores na garganta e que sonha com o dia em que poderá comer pão “com a casca dura”. 

Lula também afirmou que pretende trabalhar menos a partir de agora. “Nunca mais eu irei fazer a agenda alucinante e maluca que eu fiz nesses dez meses desde que eu deixei o governo”. 

Sobre Fernando Haddad, pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, o ex-presidente disse que o considera o melhor candidato. “São Paulo não pode continuar na mesmice de tantas e tantas décadas. Eu acho que ele vai surpreender muita gente. E desse negócio de surpreender muita gente eu sei”.

Um assunto que assusta muito os falsos moralistas: “Diárias”!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/mar/2012 - Sem Comentários

Esse objeto para um auditor é mamão com açúcar!!! Diárias são fácies de serem levantadas e apuradas, haja vista que elas só devem ser pagas primeiramente àqueles funcionários que realmente prestam serviço ao órgão diariamente, cumprindo o seu horário trabalho e suas atribuições. Segundo que o objetivo da viagem deve ser bem detalhada e qual a necessidade daquele serviço para a instituição.

Mas o que se ver são milhões de reais indo pelo ralo (bolso) do gestor usando nome dos seus apadrinhados que apenas são nomeados, porém não sabem nem onde funcionada o distinto órgão.

O pagamento de diárias de viagem virou uma prática corriqueira  em diversos Legislativos pelo país afora, transformando-se num imenso ralo no qual escoa o dinheiro público.

Esse blog tem em mãos alguns casos escabrosos, cujo levantamento se deu depois de meses debruçado sobre informações oficiais dos gastos do Legislativo maranhense. Descobriu que há preferência sempre por funcionários fantasmas, que são nomeados com ISOs.

O que me impressiona e que os técnicos do Tribunal de Contas do Maranhão, órgão responsável por fiscalizar, nunca suspeitaram desse tipo de fraude. Contudo, vale ressaltar que é dificil  para o TCE comprovar, visto que desconhece a estrutura humana do Legislativo.

Contudo, não seria nada impossível que o Ministério Público investigasse essa prática e tirasse suas conclusões… Isso já é uma prática de longas tadas!!!

Façam um simples teste… Vejam no Portal da Transparência, dos últimos três anos quais foram os funcionários da Assembléia Legislativa que mais receberam diárias e depois procurem saber onde eles estavam lotados e se realmente estiveram viajando…

Ainda vou tratar desse assunto!!!

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog