Já dizia Jesus Cristo: “O ruim não é o que entra na boca, mas o que sai dela”… Os que diziam: “abaixo a corrupção”!!! São os corruptos…

Publicado em   09/jan/2012
por  Caio Hostilio

O homem jamais conseguiu seguir esse simples ensinamento de Jesus… Sabe de uma coisa, os seres humanos muitas das vezes escolhem um para massacrar em detrimento do pecado e das ilicitudes de todos… É uma forma de prazer ou de crueldade? Acho que ambas as coisas!!!

Em muitos de meus artigos sempre digo que sou um pesquisador nato das variações dos seres humanos… Acho às vezes que sou o mais imoral dos imorais e o mais hipócrita dos hipócritas… Exatamente porque os seres humanos vivem sempre sobre o manto da falsa moralidade, da falsa ética, da falsa honestidade…

Exatamente há seis ou sete meses, surgiu um movimento anticorrupção muito forte no Brasil. O alvo principal era o ex-presidente José Sarney, que foi escachado até em Show de Rock.

Tudo planejado para destruí-lo e, assim, dizer que ali estava sendo dizimada a corrupção no Brasil.

Tentaram  destituí-lo da presidência do Senado, como se ele fosse o responsável por todos os atos secretos ali cometidos, mesmo vindos à tona que apenas dois foram assinados por ele e por todos os membros que compunha a mesa diretora. Fizeram de um telefonema de uma neta pedido emprego para o namorado uma das corrupções mais canalhas praticas na republica. Tentaram envolver seu neto, que representava um banco que tinha um contrato com o Senado numa armação… Coisas fúteis…

Depois vieram à tona as mazelas dos senadores mais afoitos e cruéis da tribuna do Senado contra Sarney… Não demorou em aparecer as falcatruas de Arthur Virgílio, Efraim Moraes, Álvaro Dias e do todo moralista Pedro Simon…

Contudo, Sarney era o símbolo da corrupção… O movimento o tinha como o Judas e tinha que destruí-lo.

Para confirmar o que estou dizendo, senhor leitor, rebusque os jornais, sites, blogs, de todo esse período até chegar no dia em que estava tudo pronto na Esplanada dos Ministérios para um Ato anticorrupção, que tinha como meta ir até o senado e atingir frontalmente Sarney, mas o movimento esvaziou com a primeira denúncia de corrupção no governo Dilma.

O efeito dominó derrubou diversos ministros ditos de partidos de “esquerda” por corrupção, e corrupção que ultrapassam os limites de todas as especulações que já ultrajaram contra o presidente do Senado… Esvaziou-se o movimento…

Os escândalos de corrupção como os dos Ministros Orlando Silva (Esporte) do Partido Comunista do Brasil e a do Carlos Lupi (Trabalho) do Partido Brizolista trouxeram à tona esquemas mafiosos, com ramificações espalhadas por todo o país… Isso foi o tiro de misericórdia… Que moral? Que honradez? Que ética? Que honestidade tem para pedir o fim da corrupção? Devem ter pensado os organizadores hipócritas…

Em dezembro 2011, pipocam às demissões de servidores da Polícia Federal, do Tribunal de Contas da União e da Controladoria da União, exatamente por corrupção.

Em janeiro 2012, veio as centenas de demissões de servidores públicos dos mais diversos órgãos para o bem o serviço público… Maioria esmagadora por corrupção.  

Não vou entrar nem no mérito do CNJ… Esse assunto é uma caixa preta ainda a ser aberta…

A diferença é que hoje as informações chegam rápidas e o jogo de interesse é cada vez maior, principalmente entre esses partidos ditos de “esquerda”… Se já caiu um do PT, um do PDT, um do PCdoB, por que ninguém do PSB?

Sarney foi escachado por causa de um pedido de emprego para um namorado da neta, enquanto isso, o ministro da Integração Nacional tem parentes espalhados pela Esplanada.

E a mesma mídia que ajudou a taxá-lo de Judas, vem mostrando todos esses atos corrupção. O Correio Braziliense diz: A presença de Clementino de Souza Coelho na presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), estatal vinculada ao Ministério da Integração Nacional, comandado pelo irmão Fernando Bezerra, é apenas um dos tentáculos que a família espalhou pela pasta. Com o filho Fernando Bezerra de Souza Coelho (PSB-PE) no segundo mandato de deputado federal, o ministro inesperadamente se preocupou também com um opositor: o tio Osvaldo de Souza Coelho, de 80 anos. Ele foi indicado para o cargo de conselheiro do Conselho Nacional de Irrigação, “ligado ao gabinete do ministro”, segundo Osvaldo, que faz oposição a Fernando Bezerra, integra as fileiras do DEM e apóia o atual prefeito de Petrolina (PE), Julio Lossio, rival político do ministro.

O deputado Fernando Coelho Filho segue à risca a cartilha da família. Destinou R$ 15,3 milhões em emendas parlamentares desde 2008 para a Codevasf. Do total de R$ 15,3 milhões, R$ 9,1 milhões (60%) se referem ao exercício de 2011. Foi o ano em que o pai do deputado, Fernando Bezerra, assumiu o Ministério da Integração Nacional e passou a definir o destino das verbas para os projetos de irrigação e para outros programas no semiárido nordestino.

Entre os doadores de campanha de Fernando Filho, que recebeu R$ 1,1 milhão em 2006 e R$ 1,5 milhão em 2010, estão empresas de engenharia que mantêm contratos com a Codevasf. Outra doadora é a empresa Umbuzeiro Produções Agrícolas, beneficiada por projetos da estatal.

A nomeação do tio Osvaldo de Souza Coelho para o Conselho Nacional de Irrigação também faz parte dos planos do ministro Fernando Bezerra de trazê-lo para perto. Mas, até agora, o conselho se reuniu uma única vez e não há registro da constituição do colegiado.

Eita mundo que dá volta!!!  

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog