Nota 10 para o time de basquete, 10 para Sedel, 10 para o incentivador, 10 para a torcida… Nota ZERO para o senhor que se diz organizador…

Publicado em   06/jan/2012
por  Caio Hostilio

Hoje (05), liguei para a Secretaria de Esporte e Laser e falei com o Chefe de Gabinete, o ilustre Vadeco, para pedir-lhe uma credencial para que eu pudesse fazer a cobertura do jogo do Time Maranhense feminino de Basquete contra o Americana de São Paulo. De imediato, Vadeco, garantiu que estaria lá minha credencial, pois ele e o secretário Joaquim Haickel sabem que sou um dos que mais divulgo o trabalho daquela secretaria.

Ao chegar ao Ginásio, tentei procurar a pessoa da comunicação da secretaria, Paulo, conforme Vadeco tinha me orientado. Ao buscar a informação com um dos que faziam parte do grupo do tal organizador já me recebeu muito mal, dizendo para que eu me virasse.

No ímpeto de desistir, passei pela porta do vestiário e lá estava outra pessoa do tal organizador, ela já não teve como me barrar porque eu estava com Vadeco na linha que disse a ela que eu estava ali para fazer a cobertura do jogo.

Entrei e assistir ao jogo. Simplesmente maravilhoso… O time maranhense perdeu, o placa 77 X 53, para as visitantes, não traduz garra e a vontade de vencer do time maranhense, pois em nenhum momento mostrou desanimo ou falta de esportividade, muito pelo contrário, buscou sempre se superar, pois apenas tinha treinado, enquanto o adversário já vinha jogando.

Isso faz muita diferença. Ritmo de jogo só se consegue em jogos oficiais, treinos e amistosos não dão a seqüência que se espera. Portanto, parabéns ao time Maranhense!!!

A torcida, por sua vez, fez o seu papel. Mais de 6 mil pessoas vibraram com o time, e mostraram que estarão com ele na vitória ou na derrota… O que vale é vibrar com as cores do Maranhão…

Com o término do jogo, fui até lá fora para ir ao banheiro rapidamente e voltar para tentar pegar algum depoimento… Caramba!!! Como não sou da Mirante, do O Imparcial, JP, da Band, Record… Apenas um blogueiro do baixo clero, um dos guardas do tal organizador meteu a mão no meu peito e disse que não podia entrar… Eu falei… “eu estava ai dentro fazendo a cobertura do jogo”… Cadê a sua credencial? Isso com muita arrogância, como se eu não fosse um ser humano… Isso me irrita!!! Então, eu disse: “agora vão ter que me tirar daqui”… Foi quando surgiu o tal organizador, vou lhe chamar de calvo, por que ele não quis se identificar e nem tampouco deixou que eu fizesse um foto sua, dizendo que não sabia quem eu era e que o seu vigia estava seguindo ordens…

Retirei-me do recito e jamais voltarei a passar por isso novamente. Sugiro que o senhor Calvo faça um curso de relações humanas e treine sua equipe de trabalho. Pois não se tratar seres humanos que bate uma porta com respostas agressivas, mas sim com justificativas educadas, que façam com que as pessoas se sintam atendidas. Caso contrário, uma ação brusca gera uma reação brusca, como a minha, pois não tenho sangue de barata.

Senhor Calvo, um evento daquela dimensão, um organizador tem que ter no mínimo algum conhecimento sociológico, visto que é do ímpeto dos seres humanos idolatrarem aqueles que fazem sucesso e são capazes de tudo para tirar uma foto com essas celebridades… Senhor Calvo, um organizador precisa ter equilíbrio e transmitir a seus comandados mais sensatez e saber lidar com as pessoas… Sentir essa falta de equilíbrio com a minha chegada e o tratamento que estavam dando às pessoas que estavam do lado de fora com um quilo de alimento.

Senhor Calvo, eram em torno de 1.500 pessoas e se o senhor fosse um profissional realmente capaz de conduzir um espetáculo esportivo como aquele, teria planejado e pressuposto que iriam mais de 6 mil pessoas, com isso, senhor organizador, vossa senhoria, teria programado telões… Faça isso da próxima vez!!!

Espero que com a minha insignificância, chegue a V. Senhoria essa matéria e que lhe possa ajudar com quem trabalha com várias pessoas… Elas são o reflexo do chefe, assim como o cachorro é o reflexo do dono… O tratamento que eu recebi ao chegar, já teu para sentir que seria maltratado em algum momento!!!

  Publicado em: Governo

2 Responses to Nota 10 para o time de basquete, 10 para Sedel, 10 para o incentivador, 10 para a torcida… Nota ZERO para o senhor que se diz organizador…

  1. Antonio Lima disse:

    Num passe de mágica, mais que de repente o Maranhão monta um equipe de “alto nível” para disputar uma competição, que pelo visto não faz parte de nenhum calendário conhecido.
    Como 2016 não estar muito distante, eu sugiro a esse pessoal que procure trabalhar bastante e passe a fazer as coisas com profissionalismo e sem o amadorismo costumas, como neste caso em particular onde uma equipe é montada na base do improviso só para atender a interesses, que não são os do desenvolvimento e formação de uma cultura desportiva.
    Como a televisão é capaz de fazer ‘milagres” não é de se estranhar, que de uma hora para outra a nossa população se apaixone por mais essa modalidade esportivo, o que seria maravilhoso.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog