Afinal, o deputado Manoel Ribeiro tem razão até que ponto?

Publicado em   01/dez/2011
por  Caio Hostilio

Ao ouvi a entrevista do líder do governo, deputado Manoel Ribeiro, à jornalista Sirlan Sousa, no blog do jornalista Décio Sá, observei que a ausência do deputado está justificada, visto que sua profissão é a de empresário de comunicação e está deputado.

Quanto a negociações feita pelo Legislativo com policiais e bombeiros militares foi completamente fora de propósito, visto que reivindicações salariais e as condições orçamentárias para isso quem tem é o Executivo.

O Legislativo entra na história quando do envio à Casa do Projeto de Lei que concede o aumento. Aí sim os deputados e os trabalhadores entram em conversações, haja vista que um parlamentar tem o direito de emendar e os trabalhadores acompanharem a votação. Antes disso, o Legislativo é um mero coadjuvante.

A culpa desse caos foi a falta de comando na PM e do Legislativo, que entrou onde não deveria. Por isso, são as duas instituições desmoralizadas perante a população e o Brasil. Na entrevista o próprio deputado diz que um dos soldados comandantes da greve mandou o coronel Ivaldo calar a boca… Alguém em sã consciência acredita que ainda haverá o respeito à hierarquia na PMMA, cujo pilar principal do militarismo é o respeito à hierarquia?

O presidente Arnaldo Melo, talvez por inocência, deixou-se levar pelos anseios dos deputados politiqueiros e oportunistas, que já chegaram a desmoralizar ainda mais a Casa ao arrombar o plenário, após a determinação do presidente em consonância com a Mesa que não haveria mais sessões até que se encerrasse o movimento… Simplesmente falta de decoro parlamentar!!!

Num ponto Manoel Ribeiro tem razão, quando diz que a invasão da Assembléia é de responsabilidade do próprio Legislativo, que já deveria ter mandando esvaziar aquele poder constituído, que se transformou num camping.

Na verdade, o resgate da Polícia e Bombeiro Militar terá que passar uma assepsia generalizada, haja vista que a hierarquia e no caso da não punição aos desordeiros levará àquela instituição centenária a um antro de bagunceiros e anarquistas, quando um ambiente militar requer ordem e respeito, pois assim será respeitada pela população.

O mesmo ocorre com o Legislativo… Caso o Conselho de Ética deixe passar as transgressões ao regimento da Casa, ficará claro que qualquer um pode transformar o Legislativo Maranhense em casa da mãe joana…

Vamos ver como se comportarão as providências cabíveis daqui pra frente!!!

Policiais grevistas transformam Assembléia em local de autoritarismo, aonde vão contra o direito de expressão, que é constitucional…

Simplesmente repugnante o que li no blog de Marco D’Eça… Isso é mais uma transgressão aos direitos e deveres constitucionais. Agredir um trabalhador da comunicação no exercício de suas funções ultrapassa os limites da anarquia e da desordem em que se transformou uma greve totalmente politiqueira.

Os grevistas irregulares, agora pouco, agrediram o repórter fotográfico Biaman Prado, de O Estado do Maranhão.

Concordo com o jornalista quando ele diz: “Desde que tomaram a Assembléia, os vagabundos infiltrados entre os militares acham que podem determinar quem entra e quem sai do prédio.”

Presto aqui meus parabéns ao coronel Pinheiro Filho, ao major Jinkings e sua equipe da seguraça da Assembléia Legislativa, que não deixaram o jornalista ser linchado.

Afinal, querem transformar a PMMA em quadrilha de bandidos? Essa é a intenção? Querem transformar o Maranhão em quê?

Em minha opinião, chegou aos extremos… Está na hora de se dar um basta nisso, mesmo que seja pela força, visto que lugar de bandido é na cadeia!!!

 

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog