Dois atos diferentes: Um em defesa da Constitucionalidade e o outro da Inconstitucionalidade…

Publicado em   27/nov/2011
por  Caio Hostilio

Governo garante carreira jurídica aos delegados

O Maranhão é a nona unidade da federação brasileira a inserir seus delegados de polícia na carreira jurídica do estado. O texto final do Projeto de Emenda à Constituição do Estado do Maranhão foi fechado neste sábado (26) e apresentado à cúpula da Polícia Civil no mesmo dia. Nesta segunda-feira (28), vai ser encaminhado à Assembléia Legislativa.

Acompanhados do secretário de Segurança, Aluísio Mendes, estiveram na reunião de apresentação do texto final da PEC a delegada-geral da Polícia Civil do Maranhão, Maria Cristina Resende de Menesest; delegado-geral adjunto, Marcos Moreira Afonso Júnior; Superintendente de Polícia da Capital, Sebastião Uchoa; superintendente estadual de Investigações Criminais, Augusto Barros Neto; e secretário Adjunto de Segurança Pública, Laércio Costa.

O secretário Aluísio Mendes destacou que a inserção dos delegados de polícia na carreira jurídica do estado é um ato de reconhecimento da governadora Roseana Sarney (PMDB). Disse, ainda, que a PEC não implica em um novo aumento salarial e nem qualquer tipo de isonomia a outras carreiras jurídicas.

“Trata-se de um reconhecimento há tempos sonhado pela categoria”, destacou. Já integram a carreira jurídica do Estado os procuradores e os defensores públicos.

 Dutra e coronel Melo: mais uma média política com militares… Um “coronel” que já deveria está de pijama e um “deputado” que nunca fez ou trouxe nada para o Maranhão… Nem pra Saco das Almas!!!

Mais uma prova de que o movimento grevista de policiais e bombeiros é político. Em Imperatriz, quem foi fazer média de defensor dos militares foi o deputado federal Domingos Dutra (PT). Na foto, ele aparece ao lado do pré-candidato a prefeito do município, coronel Francisco Melo (PDT), que comanda a greve na cidade, e de algumas lideranças da paralisação no município.

Melo andou sumido estes dias com medo de ser preso. Ressurgiu na manhã deste domingo (27) para tirar mais uma lasquinha política no movimento dos PMs.

 O pré-candidato a prefeito sumiu porque, apesar do discurso grevista, sua atuação não convence. A tropa não esqueceu o período em que comandou o 3º BPM e odiado por 90% dos comandados, resultado de sua atuação “televisiva” em Imperatriz.

 Para quem não lembra, em 1999 o então soldado PM Souza Lima invadiu o quartel em Imperatriz para matá-lo. O comandante escapou pulando o muro da unidade militar e saindo pelo acesso da residência oficial do comando.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Dois atos diferentes: Um em defesa da Constitucionalidade e o outro da Inconstitucionalidade…

  1. Tony Meneses disse:

    Amigo Caio, o nome da Sra Delegada Geral é MARIA CRISTINA RESENDE MENESES.
    Por favor corrija o texto. Obrigado.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog