Lupi… Cuidado com as bravatas!!!

Publicado em   09/nov/2011
por  Caio Hostilio

Bravata é aquele “caô”, “cascata”, “agá”, “bocão”, “esparro”, que as pessoas usam para tirar vantagem de alguma situação. Tem 3 bravatas no mundo político que gera incomodo em quem escuta: “Sou ético e moralista”, “Não tem nada contra mim”, “Sou o melhor

Existe ética e moralidade na política? Só doido para acreditar nisso, visto que a política é movida exatamente pelas artimanhas que vão de encontro a esses valores. Mas existem aqueles que ainda se pautam nesses valores, quando todos sabem que político mente, subestima a inteligência alheia, promete e não cumpre, faz todo tipo de jogada para alcançar o poder. Se você for a fundo nesses políticos que usam desse discurso falacioso, vai comprovar que das duas, uma: ou o político é um mentiroso descarado ou então ele é um mentiroso compulsivo, pois acredita em suas próprias bravatas.

A outra bravata é até mais comum. Como está na moda fazer concursos, de convocar a imprensa e os órgãos fiscalizadores para apurar tudo, pensando que com isso se livrará fácil das denúncias constantes contra ele… Acreditando que todos pensam que ele é um perseguido. Sai algumas pessoas em sua defesa e isso faz com que o bravateiro ache que aquilo foi muito bom, muito maravilhoso, afinal de contas “acreditam nele”. Isso é outra conversa pra boi dormir. Não significa que o político está bem na fita…

A terceira bravata é aquela que o político se sente tão seguro que parte para desafiar a tudo e a todos… Apostando que está acima de tudo e que é intocável. Esse é o tipo do bravateiro que não passa de um fanfarrão, pois tem vida curta, bastando mais uma ou duas denuncias para que ele mesmo peça para sair, antes mesmo que o dono do cargo o peça para sair.

Já escutei bravatas absurdas como as ditas pelo “camarada” Orlando Silva, mas as bravatas proferidas pelo excêntrico Carlos Lupi, extrapolou todas as expectativas possíveis.

O bravateiro Lupi – confiando em um apoio de parte do PDT e, principalmente, da fala do Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, de que “ainda” não existe indícios de envolvimento do ministro – avisou que para tirá-lo do cargo, ‘só abatido a bala e tem que ser bala forte, porque eu sou pesadão’.

Confiante em suas bravatas disse ainda que ‘duvida’ que a presidenta o tire do cargo.

Bravatas são como mentiras…. Tem pernas curtas!!! Essa história de o PDT deixar a base aliada ao governo Dilma caso Lupi seja demitido não se sustenta, pois os deputados que disseram isso, falaram apenas da boca pra fora e quiçá por terem sidos beneficiados com as falcatruas no Trabalho.

Bastam mais alguns capítulos e tudo estará resolvido… O bravateiro Lupi fora do Ministério, Gurgel afirmando sua participação, visto que ninguém acredita de um gestor não saiba das grandes falcatruas de sua pasta… Isso não foi um roubo de lápis, canetas, papel etc. e, principalmente, a bancada buscando o líder do governo para dizer que estão juntos em defesa do governo Dilma.

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog