As presepadas do PCdoB no Ministério do Esporte começam a pipocar pra todo lado!!!

Publicado em   25/out/2011
por  Caio Hostilio

1-TCU verifica superfaturamento de R$ 33 milhões em duas licitações com o mesmo objetivo. O ministério pagou pelo serviço a uma empresa americana  R$ 33 milhões e para uma empresa brasileira R$ 20 milhões, uma diferença de R$ 13 milhões, quase que no mesmo pregão. O TCU está buscando a mágica utilizada pelos “camaradas.

2- Qual foi a modalidade licitatória utilizada pelo Ministério do Esporte para aquisição de camisas e bermudas? A empresa vencedora foi a Capricórnio Textil, que receberá pelos serviços a bagatela de R$ 80,8 milhões, enquanto que as outras empresas ofereceram os serviços com R$ 20 milhões a menos!!!

3- O TRE mineiro lascou a lenha nas contas do PCdoB. O Tribunal decidiu reprovar as contas do diretório estadual do partido referente a 2008. Segundo a relatoria, houve falhas graves na prestação de contas, como falta de documentos bancários e demonstrações contábeis, falta de comprovação de doações recebidas e gastos efetuados e impossibilidade de aferição da origem e do destino dos recursos movimentados. Com certeza filmagens em garagens mostraram toda essa movimentação contábil.

4- Não deu outra!!! Cunhado de Orlando é exonerado. O prefeito de Campinas, Pedro Serafim Júnior (PDT), exonerou o secretário de Esportes e Lazer, Gustavo Petta, filiado ao PC do B e cunhado do ministro Orlando Silva. A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Município de hoje. Serafim Júnior assumiu a prefeitura na sexta-feira, no lugar de Demétrio Vilagra (PT), afastado temporariamente pela Câmara, enquanto durar a Comissão Processante que vai apurar suposto envolvimento do petista em esquema de corrupção da Sanasa, empresa de saneamento de Campinas. Vilagra tomou posse no fim de agosto, após o ex-prefeito Hélio de Oliveira Santos, do PDT de Serafim Júnior, ter sido cassado.5- 20 ONGs aceitam delatar esquema no Esporte. Em novo depoimento, que durou mais de quatro horas, o policial militar João Dias informou ontem à Polícia Federal que pelo menos vinte Organizações Não Governamentais (ONGs) estão dispostas a delatar o esquema de arrecadação de propina que o PC do B teria montado no Ministério do Esporte, junto a entidades conveniadas com o programa Segundo Tempo. Os representantes das entidades, segundo ele, vão depor nos próximos dias. Além destas ONGs, ele deu à PF os nomes de outras dez entidades que, segundo garante, aceitaram condições espúrias para obterem recursos do programa. As ONGs, para não serem molestadas na prestação de contas, tinham de comprar produtos e serviços de um pool de seis empresas. Ele deu à PF os nomes das empresas. Todas serão intimadas a prestar esclarecimentos. Além das ONGs que se propõem a depor espontaneamente, Dias citou outras dez que ele diz ter certeza de que aceitaram pagar o preço ao PC do B para obterem contratos. Entre essas, cinco seriam de Brasília. Sua lista inclui ainda uma ONG do Rio e uma de Santa Catarina. Inclui também três entidades da Bahia. O esquema seria operado dentro do Ministério por assessores diretos de Silva, entre os quais, o chefe de gabinete, o secretário executivo, o secretário nacional de esportes educacionais e os chefes de áreas técnicas e jurídica.

6- Como não podia faltar, o Maranhão entrou no rol…Caxias foi a cidade agraciada. Terra comandada por Humberto Coutinho, patrinho político de Flávio Dino, recebeu do Ministério do PCdoB a bagatela de R$ 4 milhões. De 2006 a 2010 Caxias recebeu do Ministério do Esporte R$ 3,910 milhões. São 11 obras ou ações do “Programa Segundo Tempo” bancados pela pasta de Orlando Silva no retudo político de Flávio Dino.

 7 – O audio abaixo, é uma das provas do soldado Dias…

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog