“Camarada” Orlando Silva diz que continuará no cargo, após reunião com Dilma…

Publicado em   22/out/2011
por  Caio Hostilio

Quando começou a onde de exonerações de ministro, esse blog disse que o governo nomeia e a imprensa exonera, além de dizer que isso traria problemas sérios à presidenta Dilma. Com certeza seu governo virará casa da mãe Joana e tudo pode acontecer daqui pra frente, pois ministros foram exonerados por ilicitudes banais, sem que tivessem o direito à defesa ou ao menos ter conversado com a Dilma. Ninguém sabe quais sentimentos poderão surgir dentro do Congresso Nacional!!!

Então quer dizer que a presidenta acreditou em todas as explicações proferidas por Orlando Silva à respeito das denúncias que envolvem o seu nome no comando da pasta e que também implicam a gestão do PC do B no ministério. ‘Na conversa esclarecemos todos os fatos e todas as acusações que tenho sofrido. Desmascarei todas as mentiras diante da presidente’, disse o ministro. Pelo visto a presidenta acreditaem papai Noel, fada madrinha, mula sem cabeça e no escambau!!!

Orlando disse, ainda, que a orientação da presidenta foi no sentido de que o trabalho continue. Então, “camaradas” mãos a obra, continuem conveniando com ONGs e prestadoras de serviço fantasma!!! A presidenta garante…

Com certeza a presidenta Dilma acha que é licito os documentos obtidos pelo Grupo Estado, que mostra que Anna Cristina Lemos Petta, mulher do ministro do Esporte, Orlando Silva, recebeu dinheiro da União por meio de uma ONG comandada por filiados ao PCdoB, partido do marido e ministro.

É a própria Anna Petta quem assina o contrato entre a Hermana e a ONG Via BR, que recebeu R$ 278,9 mil em novembro do ano passado. A Hermana é uma empresa de produção cultural criada pela mulher do ministro e sua irmã, Helena. Prestou serviços de assistente de pesquisa para documentário sobre a Comissão da Anistia.

A empresa foi criada menos de 7 meses antes da assinatura do contrato com a entidade. Pelo trabalho, recebeu R$ 43,5 mil.

A ONG Via BR tem em seus quadros Adecir Mendes Fonseca e Delman Barreto da Silva, ambos filiados ao PC do B. A entidade também foi contratada em maio do ano passado pelo Ministério do Esporte, para promover a participação social na 3ª Conferência Nacional do Esporte. No negócio, recebeu mais R$ 272 mil.

Documentos obtidos pela reportagem mostram o curto espaço de tempo transcorrido entre a criação da empresa de Anna Peta e a celebração de convênio da ONG Via BR com o Ministério da Justiça. A Hermana foi criada apenas três meses antes da assinatura do convênio para a produção de documentário sobre a Comissão da Anistia e no mesmo mês em que a Via BR foi contratada pelo Ministério do Esporte.

É… A presidenta acha ilícito um ministro usar um motorista da Câmara num final de semana e acha corretíssimas as falcatruas efetuadas no Ministério do Esporte pelos “camaradas”!!!

Isso me fez lembrar Sérgio Motta, o todo poderoso do governo FHC, que vendeu tudo a preço de banana e os liberais diziam que tudo foi lucrativo para o país…

Eita país lindo por natureza e feio por suas malandragens!!!

  Publicado em: Governo

2 Responses to “Camarada” Orlando Silva diz que continuará no cargo, após reunião com Dilma…

  1. Antonio Lima disse:

    Professor, “Ou restaure-se a moral, ou nos locupletemos todos” (Stanislau Ponte Preta).
    Um fato curioso diante a tantas denúncias de corrupção generalizada, é não se ter conhecimento da ação de MPU, do TCU, dos MPEs, dos TCEs na fiscalização e na apuração dessas irregularidades.
    A participação de políticos na criação dessa Ongs é algo que precisa de uma investigação séria, por parte dos órgãos de controle, pois é vereador, deputado, senador, prefeitos e ex-prefeitos, governadores e ex-governadores e até ex-presidente da República envolvido com ongs criadas para receber dinheiro do contribuinte. A existência dessas organizações virou caso de polícia, e salto aos olhos a passividade e a indiferença do pessoal que tem a obrigação de fiscalizar a boa aplicação dos recursos dos contribuintes, que são os órgão de controle.
    Uma coisa é certa: não se pode exonerar um ministro com base em afirmações vazia e sem as provas necessárias para comprovar o que se apresenta na “denúncias”.

    • Caio Hostilio disse:

      Antonio, que prova é preciso? O filme do ministro recebendo a propina na garagem? Essa não precisa mais… Basta o que foi mostrado pelo Fantástico e agora a participação da mulher do ministro no esquema, coisa mais que comprovada… Caso fosse um país sério, Orlando Silva, que se diz ético e moralista, faria o que ministros japoneses fazem quando são descobertos… Quanto as Ongs, concordo plenamente com você… Essa foi uma formula para burlar as leis das licitações. Não esqueça nunca que a corrupção no Brasil é endêmica… corroe todos os seguimentos sociais, políticos e econômicos, no Brasil.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog