Pelo andar da carruagem a Prefeitura de São Luís será disputada somente no segundo turno…

Publicado em   26/ago/2011
por  Caio Hostilio

São Luís vive a possibilidade de ter um número inédito de candidatos à prefeitura em 2012. Nos bastidores os nomes começam a se desenhar. O prefeito Castelo é nome certo pra tentar a reeleição, fica a dúvida em quem será o seu vice na caminhada, já que ocorreu uma estratégia de cooptação prematura que levará a outro cenário político. Seu vice ainda é uma incógnita.

Até agora nenhum partido que faz parte do governo Castelo já afirmou ou demonstrou interesse em caminhar ao lado do prefeito. A briga promete.

No lado dos pseudo-s aliados, surgem nomes que podem entrar na disputa é fazer um estrago danado nas intenções do prefeito João Castelo. A deputada estadual Eliziane Gama (PPS) e o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC), são dois nomes que vem com bastante força e podem apenas sair como candidatos como franco atiradores, pois mesmo que percam, continuaram a exercer seus mandatos de deputados, contundo aumentando seus cacifes políticos na capital.

No Bole-Bole, melhor dizendo, nos partidos pequenos a coisa ainda não está decidido, principalmente no PSL, que fica na espreita esperando para que lado vá cair e, assim, continuar no poder. Contudo, existem dúvidas, pois o ex-prefeito Tadeu Palácio é o maior padrinho dessas legendas. Nos bastidores, está sendo muito especulado o nome da escolha de Tadeu, que sabe que não poderá disputar as eleições, pois seu nome constará na lista dos fichas sujas.

O PT, por sua vez, para manter a unidade do partido pode lançar candidatura própria ou apoiar um dos candidatos dos partidos aliados a nível nacional. Isso dependerá muito das articulações da direção estadual com a nacional.

O PSB diz que o candidato será Roberto Rocha, contundo vale esperar qual será a decisão do PCdoB, ou seja, se Flávio Dino concorrerá. Ele aparece bem nas pesquisas e, por isso, acredito que deva disputar, principalmente por ser um dos preferidos do Palácio do Planalto.

O PMDB e os demais partidos aliados ao governo Roseana terá como candidato o deputado estadual e secretário de infraestrutura Max Barros. Ele entra na disputa como um dos candidatos com possibilidade de ir para o segundo turno e até ganhar as eleições. Tudo dependerá de suas ações à frente dos trabalhos de melhoramento da capital e das articulações políticas.

O PSOL, que deixou de lado a ultra esquerda, deve sair com a candidatura de Haroldo Saboia, com a finalidade de mostrar a nova cara do partido. Enquanto que o PSTU continuará na linha da esquerda no sentido arcaico, ou seja, a luta muda a vida… Vida de quem? O povo não está mais ligado em ideologias, mas naquele que trará o bem-estar e a qualidade de vida a coletividade, coisa já imposta pelo capitalismo em todo mundo. A pragmática vem avançando cada vez mais…

Como podemos ver, a disputa direta pela prefeitura de São Luís estará entre três candidatos de peso: João Castelo, Flávio Dino e Max Barros. Agora dizer quais irão disputar a Prefeitura de São Luís, no segundo turno, só as urnas poderão dizer… Até lá muita água ainda vai rolar por baixo da ponte!!!

  Publicado em: Governo

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog