Arquivo de julho de 2011

O homem e sua hipocrisia e egoísmo!!!

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2011 - Sem Comentários

O homem jamais conseguirá deixar as hipocrisias e o egoísmo terreno, pois se ligam intensamente aos prazeres da vida sobre a terra, como se fossem viver aqui eternamente. Esquecem que estão aqui por uma passagem bem rápida e que seus sentimentos medíocres não valerão de nada… 

Todas as virtudes têm seu mérito, porque indicam progresso no caminho do bem. Há virtude sempre que há resistência voluntária ao arrastamento das más tendências; mas a sublimidade da virtude é o sacrifício do interesse pessoal pelo bem de seu próximo, sem segundas intenções. 

O interesse pessoal se supera de tal forma que o homem passa a se achar acima do bem e do mal… Um “deus”, porém esquecem que as qualidades morais são as verdadeiras virtudes. Um homem pode ter qualidades reais que fazem dele, diante de todos, um homem de bem. Mas essas qualidades, ainda que seja um progresso, nem sempre resistem a certas provas, e basta tocar no interesse pessoal para colocar o fundo a descoberto. O verdadeiro desinteresse é coisa tão rara na Terra que é admirado como um fenômeno quando se apresenta. 

O apego às coisas materiais é um sinal notório de inferioridade, porque quanto mais o homem se prende aos bens deste mundo menos compreende sua destinação. Pelo desinteresse, ao contrário, prova que vê o futuro sob um ponto de vista mais elevado.

O egoísmo supera todas as expectativas, pois é dele deriva todo mal da humanidade. Todos os vícios do ser humano são regidos pelo o egoísmo. 

O egoísmo é a verdadeira chaga da sociedade. Aquele que deseja se aproximar, já nesta vida, da perfeição moral, deve arrancar de seu coração todo sentimento de egoísmo, por ser incompatível com a justiça… Simplesmente neutraliza todas as outras qualidades. 

O homem dar grande valor as coisas materiais e não se atem as espirituais… Está aí a Física Quântica… Procure se aprofundar nesse assunto… É preciso reformar as instituições humanas que estimulam e mantêm o egoísmo. Isso depende da educação. 

O egoísmo só enfraquecerá com a predominância da vida moral sobre o material!!!

Burrice dupla!!!

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2011 - 84 Comentários

Ao ler a matéria na revista IstoÉ, sobre a construção dos 72 hospitais no Maranhão, observei que o plantador da matéria requentada foi burro e o jornalista que a fez também foi mais burro ainda… Ou seja, o primeiro é burro porque deve conhecer bem os ditames das leis que regulamentam o serviço público, principalmente os da Lei 8.666. O segundo é burro porque desconhece por completo as leis e serviu apenas para transcrever a$ orientações do plantador com informações requentadas. 

Vale sempre ressaltar que negar a existência da burrice entre alguns de nós é fazer parte do rol dos ditos burros. No entanto, alardear essa mesma burrice é encabeçar o referido rol.    

De início, se fosse realmente uma matéria séria teria buscado mais informações e não se ateria apenas para atingir quem está prejudicando os interesses contrariados do plantador. O jornalista burro buscaria melhores informações “in loco”, com isso não afirmaria que apenas 12% do cronograma está cumprido. Ficou evidente que o camarada nem saiu de São Paulo para obter essa informação, coisa que geraria um custo e, assim, o preço da matéria plantada não compensaria. 

Caso o repórter estive em busca de uma matéria consistente, buscaria saber como funciona o jogo da propina, cobrança até de R$ 100 mil, baixando para R$ 20 mil e assim liberar as ditas obras, coisa não aceita pela SES. Ficou evidente que não houve investigação dos meandros e becos da corrupção pelo repórter. 

Esse relatório “obtido com exclusividade”, como diz a IstoÉ, foi feito por promotores baseados em dossiê montado para atingir o secretário Ricardo Murad e Roseana, cujo objetivo é tentar fortalecer o processo que corre no TCE contra a governadora. Coisa de “amigos” do Palácio…

O cipoal de irregularidades deveria iniciar com a cobrança de propina, tal como afirmado acima e de outras irregularidades fiscalizatórias. 

Ora bolas!!! Será possível que o burro plantador e o burro do jornalista não sabem que a dispensa de licitação por urgência e emergência não pode ser considerada irregularidade, visto que é uma abertura da própria lei de licitação, bastando critérios que justifique o objetivo da urgência!!! Que papo mais estranho esse de “segundo procuradores do TCE”!!! Cadê a fala do conselheiro relator do processo, que ainda não foi para o pleno do TCE??? Ele já está com esse relatório há meses e por que não foi procurado pela reportagem? Ou devemos acreditar que o relator desconhece o assunto? Querem enganar quem? 

O burro que plantou a matéria e o jornalista burro pensam que conseguem subestimar a inteligência de todos. “Para os procuradores do TCE maranhense”. Que história de procurador é essa? O TCE é constituído por conselheiros, que são os responsáveis pela fiscalização e auditagem do caso… Cadê seus pareceres??? Por que nenhum se pronunciou sobre o fato??? O que estaria por trás? Qual foi o objetivo dos “procuradores” do TCE? 

Quanto a questionar o caráter emergencial da contratação e os valores pagos, não subentende que está comprovado irregularidade… Um bom conhecedor de administração e contabilidade, principalmente na área de auditagem, sabe que a certeza só é evidenciada com uma auditória e aprofundamento investigativo, coisa que não consta da matéria, resumida apenas ao relatório dos procuradores. Esse papo de lesão ao erário é conversa de plantador de matéria requentada. Para dizer isso é preciso comprovações concretas e não suposições… É preciso escutar o conselheiro relator.  

Para resumir a história… Por que o TCE, o Ministério Público Federal, o TCU, a CGU ainda não investigaram, já que essas denúncias já foram divulgadas e agora requentada, ainda mais se tratando de recursos federal? Qual seria a intenção de requentar essa denúncia agora? Quem seria o plantador burro que está com seus interesses contrariados? Por que não citaram o pedido de propina para liberar as obras? Por que na matéria requenta não consta uma fala de um membro do MPE, MPF, TCU, CGU e dos Conselheiros do TCE? Isso tem cheiro de enxofre!!! 

Esses seriam os questionamentos a ser investigados e transcritos numa matéria… Todo esse blábláblá requentado não passa de uma artimanha do plantador e a revista gosta das publicações rentávei$ e sem custos…

Muda Brasil!!!! Mostra a tua cara… Como já dizia o saudoso Cazuza!!!

Gracejos não são para homens, ainda mais os que dizem representar o povo… Isso é coisa de moleque mimado!!!

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2011 - 18 Comentários

Antes de entrar na brincadeirinha do “deputado” Rubens Pereira Junior, gostaria de dizer que existem os menininhos bonitinhos, fofinhos e com cara de joelho – ao nascerem – deveriam levar mais do que uns meros tapinhas no popô, para aprenderem que depois dos 20, é hora de ser homem de verdade.

O menininho viveu nababescamente nas tetas de muitas benesses e demais coisas esquisitas e ainda se acha “comunista”… Quanta hipocrisia e canalhice. Mas continuemos…

Mas você sempre atura, pensando que eles são muito novos e que depois dos 20, os moleques viram homens. E aí você se depara com típicos moleques cheios de barba na cara, e percebe que todos os seus conceitos vão por água a baixo.

É… Meus amigos, depois de achar que o cara ao crescer seria alguém diferente… Não passa de um moleque babaca brincando de ser homem.

O que mais chama a atenção da molecagem do deputado Rubens Junior é ele voltar ao seu mural no Twitter para pedir desculpas a Sandy. Ora bolas!!! A Sandy lá conhece o sabe da existência de Rubens Junior!!! Ao invés de melhorar sua postura irresponsável, fez foi piorar, pois o alvo não era a Sandy, mas sim a governadora Roseana, através de analogia de sexo anal com hospital e o nome da governadora, coisa que ficou evidente…

Será possível que ele pensa que também é o professor de Deus e que ninguém percebeu a sua verdadeira intenção?

Caso fosse homem responsável pediria desculpas à governadora e não a Sandy, que se por um acaso chegar a tomar conhecimento dessa baboseira irá dizer: “Esse cara é a merda da mosca que posou na merda do cavalo do bandido”!!!

Caso tivesse dignidade “comunista” exigiria da mãe Suely, prefeita de Matões, que não nomeasse uma senhora de 89 anos para gerir o principal hospital da cidade. A senhora, que anda de cadeira de rodas, não sabe nem onde fica o cujo hospital, mas recebe um salário gordo advindo do dinheiro do contribuinte para não trabalhar.

Você, leitor, acha isso um ato imoral, uma molecagem ou uma safadeza mesmo, com o dinheiro do contribuinte?

Afinal, a liberdade de expressão piorou ou melhorou depois da ditadura?

Postado por Caio Hostilio em 30/jul/2011 - 7 Comentários

Em minha opinião, piorou e muito. Isso a partir da descoberta que a mídia tomou para si a responsabilidade de denunciar e formar opinião.

Numa democracia consolidada, a mídia tem um papel fundamental para o desenvolvimento intelectual e educacional da coletividade. Isso mexe com os dissabores dos atingidos por notícias e matérias denunciantes, que se amparam num judiciário lento e de entendimento ainda da ditadura, cerceia o direito de expressão.

Eu sou uma vítima dessa prática, pois sou processado por diversos casos banais, tive um blog excluído por determinação da justiça, além de ser condenado civil e criminal, cujo resultado é uma dívida de R 100 mil e prisão por um ano e quatro meses por ser “nocivo a sociedade”. Convenhamos que estejamos vivendo um momento bem mais autoritário que o tempo da ditadura militar.

Seria providencial que a mídia passasse apenas a divulgar receita de bolos, tortas e outras guloseimas… Roubo de galinha, horóscopo e muita coluna social…

O certo é que o Brasil vive uma censura disfarçada, isso depois que a Associação Nacional de Jornais (ANJ), da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), ter verificado a quantidade de processos existentes contra a mídia. Em sua maioria, a censura atinge jornais ou blogs.

Ser Tricolor de Coração não é para todos… Grande Nelson Rodrigues!!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jul/2011 - 15 Comentários

Fluminense… Meu orgulho, minha alma vibra ao vê-lo jogar… Perdendo, empatando, ganhando… Eu sou tricolo… O branco da Paz, o vermelho da paixão e o verde da esperança…

“…Vivos e mortos subiram as rampas…os vivos sairam de suas casas e os mortos de suas tumbas”

Orgulho de ser TRICOLOR! Grande Nelson Rodrigues o maior dramatugo, cronista e torcedor que o Brasil já teve,e é claro o Time dele era O FLUZÃO!

Babam com uma das crônicas mais linda do grandioso Nelson Rodrigues:

O mala sem alça pernambucano e os baús sem alça maranhenses!!!

Postado por Caio Hostilio em 30/jul/2011 - 46 Comentários

Alguém pode me dar uma definição precisa desta expressão idiomática maravilhosa, com exemplos de uso? É só usado para referir-se a pessoas? Por exemplo, é possível dizer que um problema pessoal etc. é uma “mala sem alça”? Existe em Portugal também, ou só no Brasil?

Olha, não sei se essa expressão é usada em Portugal, mas no Brasil se tornou um referencial para aqueles que gostam de tirar vantagem em tudo, querer ser o mais esperto, o inconveniente… O chato!!!

É certo afirmar que em todos os seguimentos sociais existe a figura do “mala sem alça”. Mas vamos falar de um que colocou como meta em sua vida chegar a Presidência da República e faz de tudo para alcançar, nem que seja como vice de Dilma em 2014 e, assim, superar o PMDB.

Estou falando do mala sem alça pernambucano… Vaselina todo, não perde as pequenas oportunidades para se mostrar como um líder e que todos o querem e o adoram… Não titubeou em usar o mochilão de Santa Inês para fazer o seu jogo na terra do Sarney, ou seja, mandar um recado ao Planalto e ao PMDB: “Meu partido quer ter candidatura própria em 2014. Se nos oferecer a vice, a gente abaixa as armas!!!”. Esse é jogo do partido dos “malas sem alça”.

O mala sem alça pernambucano é tão pesado… Que chegou a dizer que os baús sem alça do PSB estavam felizes com o ingresso do ex-neoliberal maleta no Partido Socialista Brasileiro.

Mas uma coisa foi hilária… O mala sem alça teve de aturar os baús pesados e sem alça do PSB!!! Tem que ser muito mala… Agüentar o ódio, a inveja e o rancor dos baús deve ter feito o mala pedir: “coloquem alças nesses baús e os retirem daqui”!!!

Uma coisa eu tenho que concordar… O baú-mor sem alça tem fibra, pois não deu um pio, contudo usou o baú sem alça-primo para servir de cicerone para o ex-tucano maleta e o baú sem alça-sobrinho para dizer que os baús não relutaram contra o ingresso do maleta no PSB. Quanta falta de alça!!!

Essa história me fez lembrar outra… Duas almas penadas deixaram o cemitério São Miguel e encontraram-se no Fórum, cada uma carregando a mala mais pesada; uma delas, cheia de corrupção, e a outra de bajulação e denúncias vazias, ambas, entupidas dos trapos da cornagem política do século: ex-prefeito Zé Baú tornou-se defensor do mala dorminhoco da Prefeitura. O Baú-mor vestiu a cara com máscara de ferro e, no papel de sacerdote, celebrou a missa negra do ‘perdão’. Cadê a vergonha, seu Baú-mor, desses outros baús? Ah! Me engana, que eu gosto. Me chama daquilo e de corno, que eu adoro e te perdôo. E você, Baú-sobrinho, vai ajudar a carregar a mala sem alça pernambucana e o maleta ou vai dizer que o mala dorminhoco tava brincando quando chamou o Baú-primo daquilo e você de coisa pior? É que tudo virou patacoada. Dá bem pra uma receita: bote tudo, os Baús sem alça, o maleta, o mala dorminhoco e o mala sem alça pernambucana, deixe fermentar com casca de abacaxi; depois, quebre três ovos e misture com farinha d’água para obter consistência; leve ao liquidificador até a cornagem virar suruba político-familiar. Ai! Como certas pessoas se merecem! Se todo pé tem o seu sapato, dá pra dizer que todo penico tem sua tampa e todo corno seu par de chifres.

Por fim, digo que pra acompanhar qualquer político em caminhadas, inauguração de comitê e carreatas, pra fotografar e ser fotografado, ainda que à força, ao lado de mocinhas e de candidatos machões. Ele não sabe se é ou não é, e fica na indecisão entre o dar e o ser comido. São coisas que nem Freud explica!!!

Informativo

Postado por Caio Hostilio em 30/jul/2011 - 2 Comentários

NOTA – SEDUC 

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informa o afastamento imediato de Tarcísio Silvestre Ferreira das funções de diretor de escola. Ele foi preso nesta sexta-feira (29), em companhia de adolescente em motel do município de Presidente Dutra. A Seduc comunica que a adolescente receberá toda a assistência necessária. A secretaria informa ainda que instalará processo administrativo disciplinar e que acompanhará as investigações da polícia para que, após a conclusão do inquérito, sejam tomadas todas as providências cabíveis. 

Prefeitos da Região Tocantina debatem realidade regional em Seminário de Lideranças 

Reunidos no auditório do Palácio do Comércio, na cidade de Imperatriz, prefeitos, vereadores, lideranças municipais, secretários de Estado e representantes do Poder Legislativo discutiram durante a nona edição do Seminário Regional de Lideranças, as demandas da Região Tocantina, que deverão constar no Plano de Governo para o período de 2012 a 2015. O encontro foi realizado nesta sexta-feira (29). 

Promovido pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias de Assunto Político, Casa Civil e Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplan), em parceria com a Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Assembléia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado (TCE), o evento contou com a presença dos secretários Hildo Rocha (Assuntos Políticos), Luis Fernando Silva (Casa Civil), Israel Ferreira (Assuntos Estratégicos), João Macedo (adjunto da Articulação com os Municípios da Região Tocantina) e Sérgio Macedo (Comunicação Social). 

Também presentes o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), o vereador Hamilton Miranda, presidente da Câmara Municipal de Imperatriz; Júnior Marreca, presidente da Federação dos Municípios do Maranhão e prefeito de Itapecuru-Mirim; Gil Cutrim, prefeito de São José de Ribamar; e os deputados estaduais Leo Cunha, Antônio Pereira, Valéria Macedo e Francisca Primo e o deputado federal Chiquinho Escórcio. 

Na opinião do secretário de Assuntos Políticos, Hildo Rocha, a realização dos Seminários é um fato marcante, simboliza um novo momento no que diz respeito ao planejamento e ao desenvolvimento do Maranhão. “Todas as lideranças foram chamadas para ajudar o governo a construir seu planejamento de curto e médio prazo. A população tocantina costuma cobrar muito e por isso o governo está aqui para ouvir e identificar quais são as prioridades que a região quer que sejam incluídas no PPA de 2011 a 2015”, ressaltou Rocha. 

Para o secretário-chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, levar o governo até os municípios para ouvir as lideranças é uma idéia vitoriosa da governadora Roseana Sarney. “Isso nos permitirá fazer um planejamento mais realista, voltado para as necessidades específicas de cada região, vai possibilitar o estabelecimento de parcerias entre União, Estado e municípios, para que as soluções possam chegar mais rapidamente a cada ponto do Maranhão”, enfatizou Luís Fernando.

João Bernardo assume de fato a educação e o PT fica com a Ciência e Tecnologia. Você acredita ou prefere esperar a canetada oficial da governadora?

Postado por Caio Hostilio em 29/jul/2011 - 18 Comentários

Eu me mantive calado sobre o assunto de quem tem fontes seguras e quem vai dar em primeira mão o furo jornalístico. Tem coisas que a experiência se adquire estando do outro lado, mais precisamente em quem de fato toma a decisão e não alguém que faz parte de um escalão superior, porém não tem a caneta na mão para dar o veredicto final.

Em minha opinião, a única fonte segura é o que está no papel, visto que ele não chora e não desmente e, nem tampouco, deixa o jornalista de mãos atadas. Esse exemplo é bem empregado no Judiciário e no Exército, que sabem o valor que um papel assinado tem, pois você não pode ir contra a sua própria assinatura. 

Mas vamos ao que interessa. Hoje (29), recebi uma informação de um membro do primeiro escalão que mexe com toda a estrutura do secretariado da governadora Roseana. Eu posso dizer que tudo isso irá acontecer, porém me privo de afirmar uma coisa que não ouvi, ou melhor, não vi registrado de próprio punho pela governadora. 

Ela, como a chefe do Executivo, pode mudar de idéia e simplesmente as informações abaixo não passarem de factóides, mesmo a minha fonte sendo segura. Esse é um dos motivos pelo qual não me antecipo e prefiro esperar que se concretizem e, assim, possa informar com uma análise crítica ou questionadora. 

Minha fonte afirmou categoricamente que a secretária Olga Simão não retomará o cargo, visto que seu tratamento de saúde é delicado e demorado. Com isso, a governadora Roseana teria resolvido manter definitivamente no cargo João Bernardo de Azevedo Bringel, que deixaria a Secretaria de Ciências e Tecnologia para o PT, que indicaria Dimas Salustiano. Segundo a fonte, existem pessoas próximas a governadora, assim como ele, que preferem que a governadora nomeie o adjunto da pasta, Almir Coelho. 

Como não sou vidente e não sei se a governadora mudará de opinião, fico na expectativa, pois não posso afirmar qual será a sua caneta final… Nem nenhuma fonte que se acha o último biscoito do pacote… 

Após o resultado, farei uma matéria mostrando de fato se o PT tem ou não o direito de escolher o secretário de Ciência e Tecnologia, que teriam aceitado em troca pela Secretaria de Educação!!!

A mídia tupiniquim e suas dúvidas!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/jul/2011 - 108 Comentários

Estaria a mídia disputando quem dar a notícia em primeira mão?  O leitor se contenta apenas com a mera notícia, sem que seja mensurada, criticada ou questionada? Tenho minhas dúvidas!!! 

O jornalista tem realmente as verdadeiras informações de suas fontes? Ou devemos acreditar que as fontes estão sabendo utilizar bem seus “jornalistas” para expor o seu desejo, seja ele de ataque, de disfarce das verdadeiras intenções, de cobrança de seus interesses ou apenas jogar na mídia um factóide para ver se o seu propósito dará certo? 

Por outro lado, o jornalista se deixa levar e entra no jogo, sem que faça uma mensuração das informações. O jornalista deve dominar uma série de técnicas, mas a imagem do profissional com bloquinho ou microfone nas mãos ou digitando no computador não passa de folclore. Mais importante que saber o significado de palavras como “lead” ou “passagem” é compreender o alcance social de sua função. 

Veja um exemplo de como a mídia não oferece maiores esclarecimentos ao leitor: A mídia apenas se limitou a dizer que o ex-neoliberal Roberto Rocha ingressou no PSB, que se diz socialista… E daí? O leitor se contentou? Esse é o furo jornalístico? A meu ver isso não acrescenta nada ao desenvolvimento cultural, o fortalecimento do senso crítico e questionador. 

O leitor que ler a realidade dos fatos, a sua influência econômica, política e social, as mudanças ideológicas, o pragmatismo que vem tomando conta do mundo. O leitor que respostas e essas são dadas pelos formadores de opinião.   

É certo afirmar que o propósito do jornalismo é, ou deveria ser, apresentar à sociedade a informação que guiará a sua evolução, o seu desenvolvimento. 

Erros cometidos pelo jornalista podem não causar mortes ou catástrofes, como acontece na medicina ou na engenharia, mas podem levar informações infundadas e sem consistência alguma. Uma leitura desagradável e sem nenhum mérito para uma reflexão dos acontecimentos. O jornalismo perdeu sua essência!!! 

A função primordial de um jornalista é a de formar opinião. Assim, sua responsabilidade não se limita a descrever o que se passa na sociedade. Também deve contribuir para melhorá-la. A imprensa tem uma função cultural e até educacional, porque pressupõe-se que um bom leitor de jornais, além de saber das mazelas momentâneas da política ou da economia, também tem conhecimento do que de melhor a sua comunidade produz, tem noções de história e conhece a fundo seu próprio povo. 

Esse conceito, meio fora de moda, vigorava a todo vapor no tempo em que não se exigiam diplomas aos jornalistas, até porque as universidades não ofereciam esse curso. Os profissionais de então eram pessoas de sólida formação humanista, e exerciam sua atividade como sacerdotes. Não é o que ocorre nos tempos globalizados, quando os jovens procuram os cursos de jornalismo pensando exclusivamente no sucesso financeiro, além de sonhar com a aparição diária de seu rostinho no vídeo, na tela de um computador ou no alto de colunas nos jornais. 

O jornalismo brasileiro vive hoje uma crise sem precedentes. A banalização das pautas, a criação artificial de personagens e notícias estabelecem um círculo vicioso que envolve o leitor (consumidor) e destroem o senso crítico. Em seus espaços, controlam a notícia de acordo com as necessidades dos negócios. 

O que vejo hoje é uma agonia do jornalismo é parte do processo de imbecilização do País, em função das deficiências educacionais, da ignorância, da falta de ética, da corrupção em todos os sentidos, incluindo a mental, e do desinteresse generalizado pela construção de um Brasil melhor.

O jornalismo, chamado de quarto poder, é um serviço de utilidade pública. É – ou seria, teoricamente, um poder fiscalizador, olhos e vigia da sociedade, e a liberdade de imprensa, por essa razão, é uma das maiores conquistas que alcançamos nos últimos anos, em meio a muitas derrotas. Como serviço de utilidade pública, a imprensa deveria ter o compromisso primeiro com o crescimento cultural dos leitores; deveria prestar apoio ao sistema educacional, contribuir para o exercício do pensamento, da reflexão, do debate.

O homem é hipócrita… E sua natureza!!!

Postado por Caio Hostilio em 29/jul/2011 - 50 Comentários

Diante do que leio na mídia, as diversas faces dos políticos, as posições econômicas, sociais, empresariais, religiosas… O jogo hipócrita se supera e já aparece como um dos principais combustíveis da pragmática.

Com isso, vale perguntar: todos nós somos hipócritas, fomos, somos ou seremos hipócritas em alguma situação?

Ontem (28), na filiação de Roberto Rocha no PSB, não precisa está lá ou ter informações privilegiadas… As falas, as atitudes, as fotos, as informações mediática, mostra o quanto todos foram hipócritas.

Vindo no mesmo vôo, nessa madrugada, ao lado do meu amigo Paulo Rios, nós conversávamos exatamente sobre a pragmática, a falta de ideologia e, principalmente, a hipocrisia do ser humano. A quem querem enganar? A si mesmos ou aos que se julgam epistêmicos?

A imundície tomou conta… De repente um neoliberal se torna socialista e é recebido por uma festa pomposa, cujo governador Eduardo Campos mostrou toda sua astúcia, hipocrisia politiqueira… Falando de derrubar oligarquia, isso depois de visitar Roseana e passar momentos alegres e bate-papo das artimanhas.

Eduardo falou aos “socialistas” que é preciso transformar o Maranhão, como se o seu Pernambuco estivesse e oferecesse algo diferenciado ao seu povo. Leio que o deputado Ribamar Alves lançou a candidatura do próprio Eduardo à Presidência da República. Ora bolas!!! Quem não conhece os propósitos de Eduardo Campos?

Hipocrisia é criticar algo ao qual se esta a fazer, ou fazer algo ao qual se critica, é uma corrupção dos valores individuais, valores ao qual a razão institui, mas os atos não correspondem, hipocrisia é a falta ética jurídica, moral, profissional, é o enganar-se, é um vírus ao qual o homem pode ser induzido a praticar ou simplesmente, por falta moral, se torna a escolha de seu livre arbítrio.

A indução à hipocrisia é rigorosamente imposta por questões políticas, sociais, religiosas. Políticas, pois o homem jurídico encontra-se muitas vezes incumbido por fazer ações ao qual sua ética moral o repudia, porém entra em concordância com as questões sociais ao qual se pode ver mais uma vez a obrigação que um poder impõe ao homem para ele sobreviver e viver de acordo com os padrões estabelecidos, padrões estes muitas vezes redigidos por elementos de fora da sociedade, e por fim religiosos onde se pode ver um homem por muitas vezes cego de seu papel social, confiando o problema da hipocrisia como não sendo seu e pedindo para que este seja solucionado com a fé em sua religião ao invés de ajustar-se a sua própria ética.

Criticar a hipocrisia é por si só um ato hipócrita, pois um homem ao qual encaixa sua vida com os seus padrões éticos, ato este considerado muito difícil, é tomado de todo ou parcialmente a participar da sociedade, conseqüentemente em algum ponto de sua vida ele será hipócrita. Isolar-se da hipocrisia é isolar-se da sociedade em que se vive, é viver consigo em situação de solidão ou determinando a sua própria ética para outros, porém tornar-se-ia uma ditadura, isolar-se da hipocrisia é viver em anarquia, é viver em constante estado de poesia utópica, é viver em arte, é morrer.

Porém isolar-se da hipocrisia não é a solução para viver sustentavelmente, pois um homem sustentável vive em sociedade, o homem sustentável deve confrontar a hipocrisia, deve aniquilá-la em sua ética, deve revolucionar a sua sociedade para excluir a hipocrisia, isso é exercer a cidadania sustentável, é adquirir e manter seus direitos e deveres.

A desigualdade social é a pior inimiga de uma sociedade sustentável, pois um homem que tem sua integridade ética não consegue exercê-la em uma sociedade desigual e um homem que é ignorante em relação a padrões éticos sustentáveis torna-se insustentável por si só.

Portanto, observa-se que os mais diversos seguimentos sociais e profissionais são regidos pela pragmática e a hipocrisia… Seria uma tendência do neoliberal? Ou seja, tudo pelo capital e o poder, deixando de lado o humanismo e os valores essenciais para se viver em coletividade?

Em minha humilde opinião, é a vez da pragmática e da hipocrisia!!!

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog