Assembléia: Oposição debate cultura no senso comum… Criando factóides

Publicado em   28/jun/2011
por  Caio Hostilio

O líder da Oposição na Assembléia, deputado Marcelo Tavares (PSB), questionou, na manhã desta terça-feira (28), os critérios utilizados pelo governo do Estado para a liberação de recursos na área da promoção cultural. Ele criticou o incentivo a festejos juninos que “provocam a suspeita de lavagem de dinheiro e de farra com a verba pública”.  Para Marcelo Tavares, a Assembléia Legislativa precisa passar a limpo a forma como estão sendo patrocinadas algumas manifestações na área da Cultura. “Enquanto alguns hospitais estão fechados, alguns arraiais estão sendo nababescamente abarrotados de dinheiro público, como é o caso do Arraial da Lagoa da Jansen”, denunciou.

O deputado Roberto Costa (PMDB), por sua vez, defendeu o governo do Estado contra os ataques sem consistência alguma dos deputados oposicionistas, que criticaram os investimentos das Secretarias de Cultura e de Turismo no São João do Maranhão de 2011.

Roberto Costa disse lamentar a reclamação. Afirmou que o São João do Maranhão é uma marca reconhecida em todo o Brasil e que merece investimentos por conta do crescimento e do desenvolvimento que o período junino trás para o Estado. “Nunca se viu investimentos na cultura, como está sendo visto agora em nosso Estado. O que causa surpresa para os colegas da oposição, é que para a governadora Roseana, cultura é prioridade em seu governo. E nos governos do passado, isso não acontecia”, disse Roberto Costa.

O parlamentar declarou que os deputados Marcelo Tavares (PSB) e Rubens Junior (PC do B) não entram em acordo nem mesmo na hora de criticar o governo. “O Marcelo Tavares pede esclarecimento do excesso de dinheiro e o Rubens Junior pede esclarecimentos da falta de dinheiro no São João. E vivem questionando o Arraial da Lagoa, porque lá, o padrinho é o Ricardo Murad.”, declarou.

Costa não poupou criticas a Marcelo Tavares, que insinuou que alguns municípios receberam maior investimento para o São João. “O engraçado nisso tudo, é que os mesmos que atacam, são os mesmos que votaram no orçamento do ano passado. É importante o papel da oposição, mas que eles ajam com responsabilidade, não podemos deixar usar um momento tão importante para o nosso Estado, para questões políticas”, declarou.

Num aparte, o deputado Fábio Braga fez questão de ler uma matéria minha A ignorância atravanca o progresso do Maranhão”, cujo teor diz que é estarrecedor a ignorância, ainda mais quando ela se avizinha da maldade. Li em vários blogs asneiras que vão de encontro à cultura maranhense. Por isso, percebo que há possibilidade de o Maranhão ficar à deriva por mais tempo do que imagino. Na verdade, os camaradas torcem para que tudo dê errado e, assim, o Maranhão não progrida, pois a ignorância supera toda e qualquer expectativa de renovação. Vendo o sucesso da Liga do Bumba Meu Boi e seu arraial na Lagoa, os incautos agora dizem que as lideranças dessas brincadeiras estão ficando milionárias e que usam os brincantes de forma desonesta. Quanta hipocrisia e falta de conhecimento dos custos para bancar uma brincadeira como o Bumba Meu Boi.

Suposições maldosas com o intuito de chamar os outros de ladrão, sem que tenha provas ou argumentos plausíveis, é falta de caráter, de ética e de moralidade, pois se utilizar da imunidade parlamentar para tal é simplesmente asqueroso e hipócrita. Caso fossem parlamentares realmente preocupados com a coisa pública e a principal cultura maranhense visitaria todos os arraias, conversaria com os donos das brincadeiras, os comerciantes e o próprio povo, para tecer algum tipo de comentário. Agora, dentro do senso comum é contrariar a realidade, visto que desconhece os custos com infraestrutura, segurança, limpeza, fantasias, alimentação e transporte das brincadeiras.

Com certeza se soubesse de fato os custos fixos e variáveis, lançaria de imediato uma campanha para que a iniciativa privada financiasse a cultura maranhense, pois ganham muito dinheiro sem investir um níquel para promover essa festa que atrai milhares de turistas.

  Publicado em: Governo

29 Responses to Assembléia: Oposição debate cultura no senso comum… Criando factóides

  1. Gáudio disse:

    Vc a de confir que esse esta sendo o pior São João que já tivemos isso englobando todos os aspectos: divulgação, estrutura (excluem-se o arraial da lagoa, o da Mª Aragão e a Vila Junina) Na verdade só esses três prestam, o que aconteceu com o Arraial do Renascença, o do Ipem e vários outros que existiam no passado. Seria muito interessante se a iniciativa privada entrasse para financiar a cultura maranhense, agora te pergunto, o que ela ganharia em troca? Ninguém faz nda de graça, e verba para a cultura tem, mas é mal empregada, mal distruibuída, a única ignorância que atravanca o progresso do nosso estado é a ignorância de gestão política, estamos vivendo talvez a pior fase administrativa tanto na esfera municipal qto na estadual é de lamentar esse tipo de ignorância…..

  2. Gáudio disse:

    desculpe o certo é convir

  3. Roberto Sales de Melo disse:

    O Movimento Quilombola da Baixada Ocidental Maranhense (MOQUIBOM) vem a público manifestar seu repúdio, diante de várias notícias publicadas em veículos controlados pela senhora Roseana Sarney Murad, sobre a recente vinda, ao Maranhão, das Ministras de Estado Maria do Rosário (Direitos Humanos), Luiza Bairros (Igualdade Racial), Márcia Quadrado (Desenvolvimento Agrário, em exercício), do presidente nacional do Incra, Celso Lisboa de Lacerda e do presidente da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira de Araújo.

    Após décadas de grilagem, pistolagem, assassinatos, torturas e todo tipo de violência contra os camponeses do Maranhão, causa indignação ver a senhora Roseana Sarney noticiar, orgulhosa, que teria dado “uma bronca” neste grupo de autoridades federais, que vieram para cá ouvir nossas legitimas e históricas reivindicações. A suposta grosseria virou notícia e, segundo essas mesmas notícias, o problema teria sido a quebra do protocolo. Às favas com o protocolo! Nós não estamos nem um pouco preocupados com isso. No Maranhão, diante de tanto sangue derramado de nossos irmãos e irmãs, da impunidade que favorece assassinos de camponeses, da corrupção evidente, da completa degeneração do poder público e do avanço avassalador da grilagem, nós não temos nenhum compromisso com protocolos palacianos.

    Por razões bem diferentes, o povo maranhense também grita!

    A senhora Roseana, se gritou, foi porque certamente queria um espetáculo de mentiras, com fotos e imagens de TV e ela no papel de benfeitora, com todos os outros atores políticos (inclusive as vítimas do latifúndio) atuando como meros coadjuvantes. Jamais compactuaremos com isso! Nós queremos coisas bem diferentes. Nós exigimos respostas concretas do Estado brasileiro! Foi revoltante ler uma mentira publicada no jornal O Estado do Maranhão, de propriedade da senhora Roseana, no dia 21 de junho, véspera da chegada das autoridades federais. Lá estava dito, na primeira página: “Ministras vêm ao Maranhão para conhecer programas fundiários do governo”.

    Quanta falta de respeito com a nossa luta! Conhecer programas do governo? Mentira! O presidente do Instituto de Terras do Maranhão, sr. Carlos Alberto Galvão, declarou que o órgão dirigido por ele não tem capacidade para atender 20% da demanda atual – arrecadação de terras públicas para assentar camponeses, titulação de terras quilombolas – por falta de funcionários e recursos financeiros. A verdade é que as ministras vieram ao Maranhão atendendo a uma exigência nossa que, diante de inúmeras situações de opressão, acampamos em frente ao Palácio dos Leões e do Tribunal de Justiça, depois fomos para dentro do INCRA, com 21 pessoas ameaçadas de morte chegando ao extremo de fazer greve de fome. Foi essa legítima pressão social que trouxe todas essas autoridades federais ao Maranhão.

    O que importa o protocolo ou a birra de quem quer que seja, diante da imensa gravidade da nossa situação, dos despejos, de lavradores assassinados, de ameaças de morte, associações queimadas, sede de organizações invadidas?

    Esperamos, agora, que o governo federal não se intimide com a difícil realidade política do Maranhão, cumpra seu papel e honre os compromissos e a palavra empenhada diante de centenas de pessoas. E esperamos que o governo estadual também apresente à sociedade maranhense um Plano de Trabalho que, efetivamente tenha a capacidade de retirar 1,5 milhão de maranhenses da situação de extrema pobreza – consequência da alta concentração de terras em tão poucas mãos que expulsam e matam; e, da “apropriação por parte de pequenos grupos, mediante influências políticas e corrupção ativa, daquilo que pertence a todos. Esses pequenos grupos fazem do bem público um patrimônio pessoal” (Carta dos Bispos do Maranhão).

    Queremos deixar bem claro que o nosso movimento quilombola tem a total e absoluta autonomia em relação a partidos e governos. Por isso, temos a liberdade para seguir reivindicando, cobrando, exigindo e, se preciso for, radicalizando, por aquilo que acreditamos ser o justo.

    Nossa luta continuará!

    São Luís – MA, 27 de junho de 2011

    Pelo Movimento Quilombola da Baixada

  4. Roberto Sales de Melo disse:

    A recente onda de ataques aos sites do governo levou um grupo de eleitores a fazer um abaixo assinado, pedindo que os hackers tirem o senador José Sarney do ar. No requerimento, os eleitores afirmam que os servidores (públicos) de Sarney devem ser desligados de seus cargos imediatamente.

    Um senador disse que a única forma de deter os ataques é contratar a consultoria de Palocci: “Pelo valor que ele cobra, acho que ele resolve qualquer coisa”.

    Durante a semana, uma série de ataques tirou do ar vários sites do governo e preocupou as autoridades. “Acho que é hora de direcionar essa energia dos hackers para algo produtivo, como tirar do ar as próprias autoridades”, disse o mentor do abaixo assinado, Fernando Santos.

    O grupo hacker Shulzz disse que a tarefa é impossível. “Não adianta. A proteção dele é muito forte, mas vale o desafio. Detectamos que a quantidade de informação que Sarney tem é imensa. Se ele cair, certamente outros vão cair junto”, disse um dos hackers.

  5. Roberto Sales de Melo disse:

    SO ELA ( ROSEANA) E SEU GOVERNO QUE NÃO QUEREM TRABALHAR PRO MARANHÃO !
    QUANDO É QUE “O MELHOR GOVERNO DA VIDA DELA ” VAI COMEÇAR ?

  6. Gáudio disse:

    SE Ñ HOVESSE OPOSIÇÃO TUDO SERIA MAIS FÁCIL, MAIS FICARIA SEM GRAÇA, AI Ñ TERIA GRAÇA ROUBAR! QDO CITAMOS UMA VERDADE AI VEM O COMENTÁRIOS ” ESSE É O SEU PENSAMENTO” “BASTA VER AS AÇÕES” Ñ ESTAMOS VENDO NDA, ROSEANA FOI DO MELHOR AO PIOR GOVERNO DA SUA VIDA EM UM CURTO ESPAÇO DE TEMPO, E SEM SER PESSIMISTA TUDO TENDE A PIORAR, PARA AS PESSOAS COMUNS COMO EU, AGORA PARA OUTRAS….

  7. Get two plants, and set both of them in two different locations. One plant should be put in a box with a light so it can grow. The other plant should be put in a dark box so it will not grow.

  8. I just want to mention I am all new to blogging and site-building and absolutely liked this web-site. Probably I’m going to bookmark your website . You amazingly have fantastic posts. Regards for sharing your website.

  9. Hi I found your site by mistake when i was searching Google for this issue, I have to say your site is really helpful I also love the theme, its amazing!. I dont have that much time to read all your post at the moment but I have bookmarked it and also add your RSS feeds. I will be back in a day or two. thanks for a great site.

  10. I just want to tell you that I am just all new to weblog and honestly liked you’re web page. Likely I’m likely to bookmark your site . You really have fabulous writings. Thanks for revealing your website.

  11. Kitty Bede disse:

    I just want to tell you that I’m very new to blogs and honestly enjoyed you’re blog. Probably I’m likely to bookmark your website . You surely come with superb well written articles. With thanks for revealing your website page.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog