Professores leigos: Aí está o fator da péssima educação oferecida no Brasil, principalmente a universitária.

Publicado em   15/jun/2011
por  Caio Hostilio

Aqui nesse espaço como em diversos jornais escritos, já manifestei as minhas frustrações com a educação brasileira, porém continuarei batendo nessa tecla e quiçá um dia, os gestores educacionais reflitam e busquem alternativas que possam de fato modificar esse quadro de descaso com a educação brasileira, seja ela a infantil, básica e superior.

Por diversas vezes já falei da Pedagogia Tecnicista introduzida pela Ditadura Militar, através da Lei 5692/71, cujo enfoque Didático está no desenvolvimento de uma alternativa não psicológica, trazendo uma perspectiva ingênua de neutralidade científica, tendo como preocupação básica a eficácia e a eficiência do processo de ensino.

Com o fim da ditadura, veio a redemocratização, porém manteve alguns aspectos do regime militar, principalmente o educacional. Todavia, os professores se empenham para reconquistar os direitos e deveres de participar na definição da política educacional. Ao mesmo tempo, fora realizado a I Conferência Brasileira de Educação, marco importante na história da educação brasileira, pois constituiu um espaço para se discutir e disseminar a concepção crítica da educação.

A Didática assume a função de clarificar o papel sociopolítico da educação, da escola e do ensino. Seus pressupostos enfocam uma Pedagogia Crítica que trabalha no sentido de ir além dos métodos e técnicas, procurando associar escola-sociedade, teoria-prática, conteúdo-forma, técnico-político, ensino-pesquisa e professor-aluno. Assim, a Didática crítica supera o intelectualismo formal do enfoque tradicional e recupera seus prestígios no âmbito educacional.

Nas universidades viu-se isso acontecer nos cursos superiores, com a criação da especialização em Metodologia do Ensino Superior, cujo objetivo é transformar um bacharel em professor universitário de fato e não leigo. Mas ficou uma crítica ao Parecer do CNE, pois via essa questão inconcebível acontecer no campo do direito, da medicina e da engenharia, a não ser que exigissem cursos de licenciatura para essas formações. Vale ressaltar que o curso de Enfermagem introduziu em seu curso, disciplinas voltadas à educação, com isso seus graduados saem licenciados.

Esse movimento em que vem se desenvolvendo o sistema educacional brasileiro nos exige um pensar em relação a esses programas de formação pedagógica para portadores de diplomas de cursos superiores. Na verdade, a docência nesses cursos virou um “bico” na profissão docente, ou seja, ficam na profissão, como professores leigos, enquanto não conseguem algo melhor para fazer. Embora, por outro lado, a lei veio a favorecer a qualificação e formação dos docentes que atuam a algum tempo no magistério e que por situações múltiplas não conseguiram, em seu tempo, realizar um curso específico para se tornarem professor.

A LDB, Lei 9.394/96, considera professores leigos todos aqueles que não dispõem de formação/habilitação específica para o exercício do magistério, isso do ensino infantil ao superior.

A realidade vivida pela Universidade no seu todo, no que tange a quantidade de professores leigos, não tem permitido que se seus cursos se desenvolvam de acordo com os seus projetos de criação. Isto tem levado a observâncias marcantes das contradições entre as teorias trabalhadas por diferentes professores, muitos deles, não integrados ao projeto político pedagógico do curso no qual atua, e a prática de sala de aula dos egressos desses cursos.

Os conhecimentos organizados e sistematizados pelos professores e alunos, de um modo geral em todos os cursos oferecidos pelas universidades não têm conseguido imprimir um processo de mudança social mais radical, frente aos dilemas que o capital tem criado para toda a humanidade. O ensino e a pesquisa realizados dentro dos muros da universidade não têm conseguido, por meios de seus alunos e egressos se sustentar fora dele. O tripé, Ensino, Pesquisa e Extensão que garante a indissociabilidade dos fazeres da universidade tem ficado de certa forma prejudicada pela Extensão que não consegue fazer seu papel transformador da sociedade. Os saberes que fazem da universidade ser também um produtor de novos conhecimentos, não conseguem por sua vez, tornarem-se práticas sociais inovadoras.

É preciso refletir sobre isso!!!

  Publicado em: Governo

18 Responses to Professores leigos: Aí está o fator da péssima educação oferecida no Brasil, principalmente a universitária.

  1. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    O turista que se arrisca a vir ao Maranhão nunca mais volta.
    Nisto aqui, tanto faz São Luis, Barreirinhas ou Alcântara tudo é muito sujo, muito lixo, muito flanelinha, muito buraco,muito calor, sem arborização, muito violento, as praias são poluídas, as casas todas muradas e escondidas, muitos quebra molas, as calçadas cada uma de um tamanho e piso, tudo aqui a mal feito, improvisado, sem planejamento,o povo é mal educado, não pede licença, por favor, obrigado, as regras mínimas de civilidade.
    Não temos praças, parques, espaços de convivência. Aqui as pessoas jogam as coisas pela janela do carro, a sujeira das ruas de São Luis não tem igual no Brasil.
    Nos somos um povo primitivo, boçal, sem educação, é realmente triste.
    Tudo que o governo gasta em 2 anos se destroi, veja a praça Gonçalves Dias, foi reconstruida pela VALE por um valor muito mais baixo que se fosse feito pelo governo do estado e hoje já está se destruíndo toda.
    O Brasil melhora e evolui, o Maranhão piora em todos os aspectos.
    ISSO SIM É O MELHOR GOVERNO DA VIDA DE ROSEANA…

    • admin disse:

      Peça a seu chefe que trabalhe e deixe de dormir, pois ele é um dos 218 gestores maranhenses, que governam independente um do outro.

  2. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    ISSO SIM É UMA PARCERIA DE GRANA…OLHA SÓ SEU PATRÃO GANHANDO…ISSO NÃO SERIA UMA JOGADA DE CRAQUE CAIO…REFLITA.
    Ricardo Murad está feliz da vida com seus arraiais.
    O secretário de Turismo, Tadeu Palácio, voltou a colocar lenha na fogueira nos festejos juninos promovidos por Ricardo Murad.
    Se no ano pasado, o Turismo destinou R$ 940 mil, desta vez vai dar pra encher um monte balão com os R$ 1.265.000,00 assinados em convênios com a Foundation São Luís Convention e Visitors Bureau para promover o Arraial da Lagoa em São Luís e o Arraial da Cidade, em Coroatá.Os dois arraiais são “administrados” por Murad e não dependerão da vontade do secretário de cultura, Luís Bulcão, para montar suas programações.

    No Arraial da Lagoa arderá R$ 872 mil enquanto em Coroatá a altura do fogo será de R$ 393 mil.

    Um calor de R$ 325 mil graus acima do alcançado por Murad no São João passado.

    O que não se sabe é se Palácio age por conta própria, ou se apenas é obrigado a cumprir ordens, que Bulcão se recusa a cumprir.

    Mas como tudo já estava dominado, agora foundation mesmo!

  3. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    Chega de blablablá…resumindo o turismo no Maranhão não existe. Consegue perder mais uma vez até para o Piaui. Só temos uma entrada e saída para a capital, mas mesmo assim em pleno ano de 2011 em que a quantidade de pessoas e carros devem ter aumentado pelo menos 4 vezes, mas continua essa linda Br-135. Se fizerem as contas esse pedaço de campo de Perizes já deve ter matado mais gente do que a guerra do USA contra o Iraque. Barreirinhas sobrevive porque realmente é uma cidade que apresenta nas suas circunscrições belezas naturais belíssimas, porque infra-estrutura é zero. A começar pela pavimentação. Cade o prefeito de Barreirinhas? As iniciativas não devem partir somente do poder executivo, porque se assim for, acaba com esse posto de prefeito. Barrerinhas é somente um exemplo, cito outros: Raposa, Litorânea, São José de Ribamar, Ponta da Areia, Carolina, Alcântara, Araçagi…Pessoal que for comentar mais cite outros lugares no MA com potencial turístico!!! Pra que servem os prefeitos? Comprar fazendas e casa no Calhau e serem chamados e bajulados de “doutores” pelos gerentes de agências bancárias????

  4. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    Mas é muito positivo que a questão tenha sido levantada pelos deputados Manoel Ribeiro e Tatá Milhomem.

    Em 2002, quando a governadora Roseana era candidata ao Senado, eu, que fora convidado pelo então deputado Albérico Filho e o prefeito Zequinha para fazer um jornal mensal para o município (PORTAL DOS LENÇÓIS, que os turistas liam e levavam consigo para suas casas), fiz um levantamento de todas as obras do governo Roseana na região, com o propoósito de mostrar à população do município os benefícios advindos da construção da rodovia Rosário-Barreirinhas.

    Realmente, o turismo explodiu em seguida – surgiram pousadas e hotéis. E a construção do aeroporto, cuja maquete agora se vê aqui no blog, era a certeza de que os Lençóis receberiam voos charters e o município seria incluído no roteiro de viagens das grandes agências do sul-sudeste.
    Infelizmente, e a despeito de grandes empreendimentos no ramo hoteleiro, como Lençóis Flat Residence e outros, o turismo na região parece ter despencado sem que houvesse uma reação dos órgãos envolvidos para incremento do setor. Ou seja, a situação chegou a um tal ponto de insustentabilidade que o único remédio é se fazer, em caráter de urgência, planejamento estratégico, e de marketing explosivo, para inserir Barreirinhas nos centros emissores.
    Tudo isso por que não houve investimentos em infraestrutura, na qualificação da mão de obra, em coisas capazes de despertar o interesse do turista. Era comum ouvir de turistas: “A este lugar não volto mais! É tudo muito primário e sem profissionalismo”. Ouvi isso vários vezes!
    Lembro-me que tentei, via prefeitura, ministrar um curso de inglês interativo, em parceria com os proprietários de hotéis, para habilitar funcionários a se comunicar em inglês com turistas estrangeiros. Vi-me várias vezes pedindo aos moradores informações sobre os Lençóis para repassá-las a turistas estrangeiros, porque não havia funcionários bilíngues em hotéis e pousadas.Não sei como está o cenário hoje.

    A ideia não prosperou porque a classe empresarial, lá como aqui mesmo na capital, espera que o governo faça tudo. Não queriam (não sei se não continuam querendo) investir na qualificação de seu próprio pessoal, sob a alegação de que poderiam deixar seu trabalho em troca de proposta melhor…
    Isso lá é argumento que se use para não investir no setor?
    O resultado é essa desolação que hoje se vê em Barreirinhas. É também o caso de se perguntar: o atual secretário tem algum projeto urgente de desenvolvimento para a região?

    Duas coisas são mais do que certas: sem investimento em infraestrutura e na prestação de serviços, a tendência é o turismo cair de paraquedas fechado nos Lençóis.
    Agora, com um ministro maranehense no setor, creio ser mais do que provável que a governadora faça tudo o que é preciso para que a região volte a ser cenário de visitação de todos os brasileiros, e estrangeiros que conheceram os Lençõis via internet.

  5. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    CAIO COMO VC SEMPRE DEFENDE A SARNEYZADA, CADE AS OBRAS DO EX-COLEGIO MARISTA MARANHENSE NO CENTRO….O QUE FOI O DINHEIRO FOI TODO PARA A BEIJA FLOR

    • admin disse:

      Pergunta pro teu chefe primeiro, onde ele colocou os R$ 75 milhões. Acho que você e ele deveriam dançar tambor de criola e depois de muita pinga bater bunda com bunda….

  6. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    Ao entrar o recurso, no Tribunal Superior Eleitoral (RCED 809/2011), pedindo a cassação do diploma de Roseana Sarney por abuso de poder político e econômico, o ex-governador José Reinaldo Tavares requereu que fossem requisitados alguns documentos públicos que estavam em poder de órgãos públicos do Estado do Maranhão.

    Ao despachar no processo, o ministro Arnaldo Versiani concedeu o prazo de 30 dias para que os documentos fossem requeridos juntos aos respectivos órgãos públicos. Assim fez o ex-governador, através de seu advogado.

    Foram feitos requerimentos de acessos aos documentos da Secretaria de Saúde, Planejamento, Infra-Estrutura, DEINT, NEPE, Tribunal de Contas do Estado.

    No entanto, nenhum dos órgãos forneceu qualquer informação, alegando justificativas as mais estapafúrdias.

    Na Secretaria de Saúde, o próprio Ricardo Murad tratou de assinar o despacho negando o acesso aos documentos de transferências fundo-a-fundo feitas no ano passado, bem como os extratos de convênios celebrados pela pasta em 2010.

    PORQUE SEU PATRÃO FEZ ISSO, SERÁ MEDO CAIO;

  7. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    VC NADA DIVULGA SOBRE AS GREVES QUE ESTÃO ACONTECENDO NOS ULTIMOS TEMPOS…VC NADA CITA SOBRE A GREVE ATUAL QUE É DOS DELEGADOS,,,,SÓ FALTA DIZER QUE A CULPA É DE FLAVIO DINO…TENHA TENENCIA CAIO….CADE AS NOTICIAS DA ATUALIDADE…POR ISSO QUE VC ESTA PERDENDO A CREDIBILIDADE…JA NÃO TINHA.;..AGORA MESMO QUE A CASA ESTA CAINDO…SIM FALE AÍ SOBRE A GREVE DOS DELEGAS.

    • admin disse:

      Não confunda alhos com bugalhos. Minha credibilidade, ética, moral e honestidade está pautada nas minhas condições de cidadão cumpridor de suas obrigações e de pai de família. Não tenho nada a ver com greve de delegado… tem um secretário lá, então ele que resolva seu entrave. Minas notícias são as que eu melhor achar, pois aqui o espaço é meu e ler quem quer. Eu não te obrigo a fazer comentários favorável a quem quer que seja. Portanto, não será você que vai pautar o que devo escrever.

  8. BRUNO DE VALOIS FREIRE disse:

    Do twitter da @revistapessima: “Um hospital funcionando em estádio de futebol no Maranhão é sinal de que Ricardo Murad não está batendo um bolão na Saúde”. Ele se refere ao fato de que nesta segunda-feira o Jornal Hoje, da Rede Globo, denunciou a Prefeitura de Icatu, administrada pelo prefeito Juarez Lima (PDT), por transformar os vestiários do estádio da cidade em hospital.

    • admin disse:

      A responsabilidade é do prefeito. Aqui no Maranhão está na horas de todos saberem que existem 218 gestores, idenpendentes, ou seja, um governador e 217 prefeitos, que administram suas gestões independente de qualquer intervenção federal ou estadual.

  9. Owen Knower disse:

    I just want to tell you that I’m all new to blogging and absolutely enjoyed you’re blog. Most likely I’m want to bookmark your blog post . You amazingly come with really good article content. Thanks for sharing your blog site.

  10. I simply want to tell you that I am just new to blogging and site-building and really loved you’re blog. Probably I’m going to bookmark your website . You actually come with tremendous stories. Kudos for revealing your blog site.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog