Acorda Castelo!!! Veja as verdades sobre os repasses ao Hospital Aldenora Belo

Publicado em   14/abr/2011
por  Caio Hostilio

O Hospital do Câncer Aldenora Belo, pertencente ao Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Belo (IMOAB), classificado pelo Ministério da Saúde como uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON), está sob a gestão da Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, que por seu turno está habilitada pela Norma Operacional do Sistema Único de Saúde (NOB/SUS) 01/1996 em GESTÃO PLENA DO SISTEMA MUNICIPAL DE SAÚDE e que assinou com o Ministério da Saúde um Termo de Compromisso do PACTO PELA SAÚDE, instituido pela Portaria 399/2006 da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde (SAS/ MS), assumindo toda responsabilidade pelo atendimento dos munícipes de São Luís. Em outro instrumento a Programação Pactuada Integrada (PPI/SUS), onde são orçamentos os recursos SUS do Estado do Maranhão, globalmente e o teto/SUS para cada um dos municípios do estado, foram alocados em São Luís, município-sede de uma das três Macrorregiões de Saúde do Estado do Maranhão, recursos para atender sua população e também para realizar alguns procedimentos de média e alta complexidade de municípios integrantes de sua Macro e que não possuem condições físicas e de recursos humanos para realizá-los.

No caso específico do Hospital Aldenora Belo, todos os procedimentos que realiza estão cadastrados pela SEMUS/São Luís e vem sendo pagos regularmente com recursos do SUS transferidos do Fundo Nacional de Saúde (FNS) para o Fundo Municipal de Saúde de São Luís (FMS), sem nenhuma ingerência da Secretaria de Estado da Saúde, consoante o que preceitua a Lei Federal 8.142/1990.

O que o Hospital do Câncer Aldenora Belo está pleiteando é um repasse adicional de recursos do Tesouro do Estado (Fonte 121) para cobrir possível custo de procedimentos cujo valor pago pelo SUS seria insuficiente para cobri-los. Se o Estado tivesse condições de fazê-lo, isto não pode ser consentâneo com os repasses do SUS, ou seja, para cobrir a execução de metas que já vem sendo pagas, para não caracterizar duplo pagamento, ou seja, teria que ser para realização de serviços não credenciados pelo SUS. Ocorre que segundo a SEMUS São Luís, todos os serviços que ali são realizados estão devidamente programados e pagos. O secretário municipal de Saúde de São Luís, inclusive, está realizando uma Auditoria nesses procedimentos.

Por último ressalte-se que a SESMA,segundo o aprovado pela Assembléia Legislativa, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2010, está realizando este ano um grande investimento na construção de 72 novos hospitais em municípios que não dispunham de um leito sequer e já vem mantendo com recursos próprios, no montante de R$ 2.500.000,00 um Serviço de Alta Complexidade em Oncologia-UNACON em São Luís, junto ao Hospital Tarquínio Lopes Filho (Hospital Geral do Estado), e no Hospital São Rafael em Imperatriz.

  Publicado em: Governo

2 Responses to Acorda Castelo!!! Veja as verdades sobre os repasses ao Hospital Aldenora Belo

  1. Reginho disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, agora quem cortou o contrato foi castelo? Me compre um bode viu meu querido, não tem noticia não inventa merda e nem fica tentando tirar a culpa Ricardo MUrad e Governadora!!!

    • admin disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, você desconhece por completo como funciona o SUS, procura saber seu funcionamento e volte a discutir. Não existe contrato nenhum. SUS não trabalha com contratos, mas sim com repasses para aqueles que prestam os serviços de baixa, média e alta complexidade. São Luís vem recebendo o dinheiro destinado ao Aldenora Belo e escondendo os recursos. E a mesma coisa da tal procissão de ambulância, que não passa de uma falácia, visto que a Prefeitura recebe R$ 15 milhões mês por esses atendimentos das médias e baixas complexidades (interiores) fora o que recebe para a população de São Luís. Caso a Prefeitura não quisesse mais atender os pacientes vindos do interior seria necessário apenas comunicar ao Ministério da Saúde, que de imediato procuraria outra rede de hospital, podendo ser o São Domingos e outros particulares. Sabe por que não faz isso? Porque não quer perder essa grana. Não esqueça que o SUS, quer dizer Sistema Único de Saúde, ou seja, uma rede integrada em todo o país. Assim como você, existem vários que desconhecem como funciona esse sistema. Vou lhe explicar uma coisa que a maioria esmagadora da população brasileira desconhece. Primeiro, para que você entenda melhor, quem recebe o dinheiro pelo atendimento de qualquer brasileiro, seja ele morador de um municipio de baixa, média ou alta complexidade, é a cidade que efetuou os procedimentos médicos no paciente. Mas vamos ao que interessa. Você sabia que caso São Luís não tenha o especialista para seu tratamento, mesmo sendo um polo de alta complexidade, a Prefeitura teria que arcar com todas as despesas sua e de seu acompanhante para a cidade que tem o especialista que você está precisando? Tenho certeza que não sabia, pois o governo jamais dirá isso e explicará didaticamente como funciona de fato o SUS.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Publicidade

Busca no Blog